Na Hora H!

Idoso que havia desaparecido é achado morto, com marcas de pauladas e pedradas; suspeito foi preso

Colega de trabalho da vítima confessou que matou o idoso durante uma briga e escondeu o corpo

Um idoso, de 71 anos, que estava desaparecido há quatro dias foi achado morto, nessa terça-feira (19). A vítima, identificada como Francisco Lemos, apresentava marcas de pauladas e pedradas pelo corpo. Um colega de trabalho da vitima confessou o crime.

O caso ocorreu em Cajati, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, um sobrinho do idoso registrou o desaparecimento do familiar na segunda-feira (18). Segundo o relato do rapaz, Francisco não era visto desde o dia 15 de janeiro.

O sobrinho enfatizou que o tio não saía do serviço sem comunicar o chefe. Dessa forma, tanto o parente quanto o empregador registraram um Boletim de Ocorrência. Em depoimento, o homem informou às autoridades que a vítima estava sendo ameaçada por um de seus funcionários, colega de trabalho da vítima.

O chefe da vítima contou que demitiu o suspeito, devido ao comportamento dele. Naquela ocasião, o suspeito falou que iria “dar um fim” no idoso.

Após tomar conhecimento do fato, a Polícia Civil localizou o suspeito, nessa terça-feira (19). A principio o rapaz, de 27 anos, negou o homicídio, mas, em seguida, confessou que matou o idoso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na sequência, o suspeito levou a equipe até o local onde o corpo estava escondido, próximo à Estrada do Guaraú II, na zona rural da cidade. O cadáver estava a cinco metros da via, embaixo de uma grande quantidade de vegetação e apresentava lesões na nuca, na face e no braço.

Em depoimento, o jovem alegou que foi ameaçado pelo idoso. Ambos teriam começado uma briga, no dia 16 de janeiro, na estrada. O suspeito foi preso preventivamente por homicídio qualificado e deve responder também por ocultação de cadáver.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar