Na Hora H!

Idosa reaparece em asilo dez dias após ser dada como morta por Covid-19

Família da idosa foi informada de que a mulher falecida era uma colega de quarto dela

Uma idosa, de 85 anos, reapareceu em uma asilo, na Espanha, dez dias após ter supostamente morrido de Covid-19.

Os funcionário da unidade ficaram espantados quando Rogelia Blanco regressou ao asilo em que vive, na cidade de Xove (Galícia, Espanha).

Rogelia havia sido transferida para uma clínica em 29 de dezembro e veio a falecer, vítima de coronavírus, em 13 de janeiro, de acordo com a versão oficial.

Devido aos protocolos de segurança impostos para conter o avanço da pandemia, a família não pôde comparecer ao enterro da idosa.

No entanto, Rogelia regressou ao asilo, após receber alta, no último sábado (23). A família da idosa foi informada de que a mulher falecida era Concepción Arias, colega de quarto de Rogelia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A família de Concepción ficou surpresa com a notícia, já que o irmão dela, Maximino, de 85 anos, havia ido ao hospital, achando que a mulher havia se recuperado da Covid-19.

“Quando cheguei lá, deram-me a notícia de que a minha irmã estava morta havia dez dias”, disse ele, que agora espera autorização para a transferência do corpo à cidade natal de Concepción.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar