Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem pede ajuda da mãe para tentar matar a própria mulher, grávida de 9 meses

Mãe do suspeito a segurou para que o homem atacasse a companheira. Eles ainda tentaram furá-la com cacos de vidro de uma garrafa quebrada

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
redacao@grupojbr.com

Um homem foi preso suspeito de tentar matar a própria mulher, grávida de nove meses, na última quinta-feira (24). Francisco Ederson Pereira de Sousa, 22 anos, contou com a ajuda da mãe, Ana Adélia Pereira de Sousa, 44, para cometer a tentativa de feminicídio.

A vítima tem 29 anos. Ela foi espancada com pauladas, socos e pontapés. A mãe do suspeito a segurou para que ele pudesse bater nela. Além das agressões físicas e verbais, o companheiro ainda pegou cacos de vidro de uma garrafa quebrada para tentar furá-la.

O caso aconteceu em Crato, no Ceará. segundo a delegada da Delegacia da Defesa da Mulher da cidade, Débora Gurgel, o que aconteceu foi uma sessão de tortura e espancamento. “A vítima disse que foi jogada ao chão, sofreu vários murros na cabeça, nas pernas, vários chutes, agressões com pau, facas de mesa e gargalos de garrafas”, citou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Medo de denunciar

As agressões, segundo a vítima, não são recentes. Ela disse à polícia que vivia com o suspeito há cerca de sete meses — portanto, o filho tem outro pai. Durante esse tempo, foram realizadas agressões físicas e morais, mas a mulher nunca denunciou por ter medo do homem.

Ao que tudo indica, as agressões não têm motivo, se dando apenas por violência gratuita de Francisco Ederson. Ele e a mãe foram presos, e a vítima recebeu alta médica após passar por uma cirurgia em um hospital de Crato-CE.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade