fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem não consegue tirar 2ª via de documentos porque certidão afirma que ele tem 955 anos

Documento, emitido em um cartório de Plácido de Castro, interior do Acre, afirmava que ele nasceu em 12 de outubro de 1064

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Raimundo Nascimento de Queiroz descobriu em 2019 que um erro de digitação fez dele o homem mais velho do mundo, com 955 anos. Raimundo nasceu em 1964, no entanto, em sua certidão de nascimento consta o ano de 1064 como ano de nascimento. O erro material fez com que ele precisasse recorrer a justiça, a fim de emitir novos documentos.

Em 2019, Raimundo perdeu a carteira de trabalho, CPF e RG e precisou pedir uma segunda via dos documentos. No entanto, ele foi surpreendido ao descobrir que o documento, emitido em um cartório de Plácido de Castro, interior do Acre, afirmava que ele nasceu em 12 de outubro de 1064. Esse erro impossibilitou que novos documentos fossem emitidos.

O advogado de Raimundo, Cláudio Diogenes, entrou com um pedido de retificação tardia para que a Justiça analisasse a situação. Foi mostrado os documentos do pai de Raimundo, para que ficasse provada a data real de seu nascimento. Na decisão, o juiz responsável pela sentença, Edinaldo Muniz, afirmou que o caso trata-se de uma jurisdição voluntária, quando o problema pode ser resolvido sem conflitos entre os envolvidos.

Nessa quinta-feira (23), o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) divulgou que a Vara de Registros Públicos, Órfãos e Sucessões e de Cartas Precatórias Cíveis da Comarca de Rio Branco determinou que o cartório mude a data na certidão de nascimento do autônomo. Raimundo mora em Rio Branco-AC.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade