Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem é suspeito de estuprar irmãs, roubar casa e agredir bebê

O acusado invadiu o imóvel com luvas cirúrgicas, recolheu pertences, abusou sexualmente e agrediu crianças e mandou uma delas filmar

Publicado

em

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Um homem, já identificado pela Polícia Civil, é suspeito de estuprar duas irmãs, uma de 12 e uma de 16 anos, e agredir um bebê de um ano em Campo Grande. De acordo com a polícia, em 5 de setembro, o acusado invadiu o imóvel com luvas cirúrgicas, recolheu pertences, abusou sexualmente e agrediu crianças e mandou uma delas filmar. 

O crime foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) A delegada responsável pelas investigações, Anne Karine Trevisan, contou ao G1 que a polícia fez buscas ininterruptas atrás do suspeito. 

“Nós o identificamos e ele está foragido. A investigação conseguiu inclusive as digitais dele. O homem esqueceu alguns objetos na casa e também houve o reconhecimento por parte das vítimas”, explicou a delegada

O crime aconteceu pela manhã, por volta de 7h20, de acordo com o Boletim de Ocorrência. As meninas os descreveram como um homem de pele branca, gordo, de estatura mediana e vestia blusa azul e calça cinza ao cometer o crime. 

O homem pegou uma mochila da mãe das vítimas, com pertences dela como um aparelho de aferir pressão e um estetoscópio, além de celulares. Ainda conforme as vítimas, ao final ele disse que “queria transar”. As meninas chegaram a insistir, porém, o suspeito cometeu o abuso e ainda pediu a uma delas para filmar. No depoimento, elas ressaltaram que ele usou luvas cirúrgicas o tempo todo e depois tirou os forros da cama, deixando na pia.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, estupro, roubo qualificado e também pelo artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que é o ato de filmar cenas de sexo envolvendo criança ou adolescente.


Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *