fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Homem é resgatado após passar três semanas em um deserto de gelo

Um incêndio acidental no fim do ano passado, deixou o norte-americano Tyson Steele, 30 anos, sem sua cabana, no Alasca, a mais de 30 quilômetros de distância da cidade mais próxima

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um americano de 30 anos foi resgatado — no último dia 9 — depois de sobreviver por mais de três semanas em um deserto de gelo do Alasca, a mais de 30 quilômetros da cidade mais próxima. O momento em que ele foi localizado acabou registrado em vídeo.

Um incêndio acidental no fim do ano passado, deixou o norte-americano Tyson Steele, 30 anos, sem sua cabana, no Alasca, a mais de 30 quilômetros de distância da cidade mais próxima. Depois de sobreviver por mais de três semanas, o homem foi resgatado na última quinta-feira (9).

Havia quatro meses, Tyson morava na cabana. Com o incêndio, o homem improvisou uma barraca simples com os destroços e passou a se alimentar de enlatados que resistiram ao fogo, segundo reportagem da BBC. Sem notícias do sobrevivente, os parentes acionaram as autoridades, que deram início às buscas até encontrá-lo.

Nascido no estado de Utah, o norte-americano morava sozinho desde setembro na cabana feita de lona e tábuas localizada no Vale Susitna, em uma região isolada das áreas habitadas mais próximas. Quando o incêndio começou, ele estava dormindo. Acordou com gotas de plástico derretido caindo pelo telhado em meio à fumaça. De imediato, correu para o lado de fora da cabana, vestido com suas botas e um suéter. Levou ainda cobertores e seu rifle, mas não conseguiu salvar seu cachorro, Phill.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em entrevista à polícia, Steele afirmou que o incêndio começou após colocar um pedaço de papelão no fogão a lenha, um “erro bastante precipitado” — em suas palavras. O fogo se propagou ainda mais rapidamente porque havia no local centenas de cartuchos de munição e um tanque de propano.

Para sobreviver, ele construiu uma tenda com os pedaços de lona e manteve o fogão a lenha com uma casca de árvore e uma vela que estava em seu bolso. Em seguida, desenhou na neve uma mensagem de SOS perto de um lago por onde acreditava que o resgate pudesse chegar.

Pouco mais de três semanas do incêndio, Steele foi salvo pela polícia de Alaska. Seu primeiro desejo foi voltar para Utah e reencontrar sua família. “Eles têm um cachorro, e isso seria uma terapia pra mim”, concluiu.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade