fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Estado do Acre indenizará mãe de filha que morreu após contrair HIV em transfusão de sangue

A menina recebeu uma bolsa de sangue de um doador no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre). Segundo a Saúde, a morte da menina foi em decorrência da leucemia

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A decisão da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre foi divulgada nesta quinta-feira (6), concedeu a uma mãe de uma menina de 4 anos, que morreu em agosto de 2018 após ser infectada pelo vírus HIV durante uma transfusão de sangue no tratamento contra leucemia, uma indenização no valor de R$ 200 mil.

O caso ocorreu em 2017, mas foi divulgado em fevereiro de 2018. A menina recebeu uma bolsa de sangue de um doador no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre). Segundo a Saúde, a morte da menina foi em decorrência da leucemia.

A indenização foi mantida no valor de R$ 100 mil em favor da criança e mais R$ 100 por danos morais e materiais para a mãe. Como a criança morreu, a mãe deve receber a parte dela.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) informou que o processo está sob os cuidados da Procuradoria Geral do Acre (PGE-AC). Por isso, os procedimentos de defesa do estado e as medidas para o cumprimento da decisão judicial vão ser adotados pela PGE-AC.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade