Na Hora H!

Em menos de 24 horas, polícia identifica corpo

Tatuagem em um dos braços da vítima foi crucial para a identificação

Na tarde desse domingo (21), a Polícia Civil descobriu a identidade de um corpo encontrado sem cabeça e sem documentos. A vítima é o indígena o Sérgio Gimenez, que morava em Tacuru-MS, cidade onde o corpo foi encontrado. O homem tinha várias passagens pela polícia.

De acordo com os investigadores, uma tatuagem em um dos braços da vítima foi crucial para a identificação. O nome “Bianca”, gravado no membro do indígena, revelou a possível identidade do corpo.

O corpo foi decapitado no sábado (20) e foi encontrado por dois policiais de Tacuru.

Após a identificação, os familiares da vítima trouxeram os documentos e fotos dele. Para confirmar a identificação, foram coletadas as impressões digitais para o exame de necropapiloscópia e material genético tanto da mãe quanto da vítima, para fazer a comparação.

A suspeita mais forte é de que o homicídio tenha sido causado por ciúme. O suspeito seria o atual companheiro da ex-mulher da vítima. O caso ainda está sendo investigado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar