Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Doença contagiosa rara deixa Estados Unidos em alerta

O CDC afirmam estar preocupados com os passageiros e tripulantes que podem ter sido expostos à doença

Foto: BBC News Brasil

Mais de 200 pessoas estão sendo rastreadas em 27 unidades federativas dos Estados Unidos por possível infecção de um tipo raro de varíola dos macacos. As unidades de saúde do país temem que as pessoas possam ter tido contato com um homem do Texas que supostamente teria contraído a doença após viagem à Nigéria, no início de julho. Até o momento, nenhum caso foi confirmado.

O homem é o primeiro caso de varíola dos macacos no país desde 2003. Após os primeiros sintomas, o homem foi encaminhado para o hospital e tem quadro estável.

As 200 pessoas monitoradas estavam nos dois voos que homem pegou para voltar aos Estados Unidos. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) afirmam estar preocupados com os passageiros e tripulantes que podem ter sido expostos à doença.

O órgão afirma que está trabalhado com as companhias áreas que o homem viajou para avaliar “os ricos potenciais para aqueles que podem ter tido contato próximo com o viajante”. O doente viajou de Lagos, na Nigéria, para Atlanta, nos Estados Unidos. Antes de pegar o segundo voo, em direção a Dallas, ele foi hospitalizado.

Mesmo com a preocupação, o CDC acredita que as chances da doença ter se espalhado nos voos são baixas, já que, por causa da covid-19, os passageiros usavam máscaras faciais.

Em entrevista à BBC, a CDC disse que estava “trabalhando com departamentos de saúde locais e estaduais para fazer o acompanhamento de indivíduos que podem ter sido expostos à varíola dos macacos”.

A varíola dos macacos é uma doença viral rara da mesma família da varíola, porém muito mais grava. Ela pode ser encontrada em partes remotas de países da África Central e Ocidental, perto de florestas tropicais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os sintomas da doença estão: febres, dores de cabeça, inchaços, dores nas costas, dor muscular erupções na pele. Segundo a CDC, um em cada cem casos pode ser mortal.






Você pode gostar