fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Diretor de filmes diz que estupro sem violência deveria ser legalizado

Para ele, mulheres deveriam carregar protetivos nas bolsas, porque “se os homens tivessem seus desejos sexuais satisfeitos, não teriam atitudes como essa”

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Em uma rede social, um diretor de filmes afirmou que o estupro sem violência deveria ser legalizado e que isso faria com que as mulheres aprendessem a não negar relações sexuais com os homens. 

O diretor indiano Daniel Shravan comentou na foto de Priyanka Reddym, 27 anos, que foi estuprada e morta por quatro homens e Hyderbad, na Índia. Ele disse, também, que mulheres deveriam carregar protetivos nas bolsas, porque “se os homens tivessem seus desejos sexuais satisfeitos, não teriam atitudes como essa”.

“O governo deveria encorajar a legalização do estupro sem violência, mas não o estupro seguido de morte. Meninas acima de 18 anos deveriam ser educadas com isso. Mulheres não deveriam negar desejo sexual dos homens. Apenas assim esse tipo de coisa não aconteceria”.

Daniel também afirmou que é tolice do governo da Índia pensar que matar Veerappan controlará o contrabando ou que matar Osama Bin Laden controlará o terrorismo. “Da mesma forma, as leis contra estupro não podem controlar estupros”, afirmou. Ele disse, ainda, que as mulheres deveriam colaborar durante o estupro para não serem assassinadas.

“Se você está prestes a ser estuprada, entregue uma camisinha ao estuprador e coopere com ele enquanto ele cumpre seu desejo sexual. Dessa forma, ele não tentará prejudicar vocês. Lógica simples… quando o desejo sexual é realizado, os homens não matam mulheres”.

Ele também atacou o governo indiano por planejar endurecer as leis para proteger a segurança das mulheres. “O governo deveria legalizar o estupro sem violência para a segurança das mulheres”.


Leia também
Publicidade