fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

Centenas de elefantes foram encontrados mortos em Botsuana

Especialistas recolheram amostras para determinar a causa das mortes

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A população de elefantes de Botsuana, país localizado na África Austral, tem sofrido um declínio acelerado. As causas desse desastre permanecem desconhecidas. Mais de 350 carcaças foram encontradas na região desde o início de maio. 

Botsuana abriga um terço do número de elefantes que habitam o continente africano. O biólogo e ativista Niall McCann foi quem informou o número de elefantes achados no Delta do Okavango (ou Delta do Cubango). Especialistas recolheram amostras para determinar a causa das mortes. O resultado, no entanto, deve demorar semanas para sair, afirmou o governo local.

McCann, da filantrópica National Park Rescue, afirmou à BBC que conservacionistas da região alertaram as autoridades sobre o fenômeno, após um sobrevoo da região do delta, ainda no mês de maio. Naquele período, foram avistados 169 elefantes mortos em três horas de voo. As autoridades descartaram a possibilidade de caça ilegal, já que as presas de marfim ainda estavam nos cadáveres. Além disso, se fosse cianeto usado por caçadores, haveria outras espécies mortas, informou McCann. 

Após cerca de um mês, o número subiu para 350.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É algo totalmente sem precedentes em termos do número de elefantes mortos em um único evento sem relação com a seca.”

O especialista também alegou que os animais têm transitado em circulo, antes de caírem no chão, o que pode indicar algum problema neurológico. McCann alerta para o risco da doença que afeta os elefantes chegar a causar algum mal para os seres humanos. 

“Sim, é um desastre de conservação da natureza, mas também tem o potencial de ser uma crise de saúde pública.”


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade