Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Bebê nasce durante incêndio na Santa Casa de BH e ganha homenagem no nome

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o fogo começou após falhas em uma saída de oxigênio

Por FolhaPress 29/06/2022 3h07
Foto: Reprodução

Uma mulher deu à luz na Santa Casa de Belo Horizonte em meio ao incêndio que atingiu a unidade na noite de segunda-feira (27). Daiana Gonçalves Dias, grávida de 38 semanas, foi ao hospital para fazer um exame de rotina após sentir dores, mas acabou entrando em trabalho de parto durante a confusão.

Ela e o marido, Warllen Charley, estavam no 11° piso da Santa Casa -um acima da UTI, onde o fogo começou- e conseguiram descer sete andares pela escada do prédio. Foi quando Daiana começou a sentir dores mais fortes e percebeu que não aguentaria chegar ao térreo. O casal começou a gritar por ajuda e foi socorrido por um médico anestesista, que ajudou a trazer Ana Vitória ao mundo.

“Eu não estava imaginando nada disso, nem preparada pra isso”, contou Daiana, em entrevista à Record TV de Minas Gerais. “Ela ia se chamar Ana Laura, mas agora vai ser Ana Vitória, porque foi uma vitória na nossa vida”, explicou.

O pai da menina detalhou à emissora que, em um primeiro momento, acreditou que os alarmes de incêndio eram parte de um treinamento. Foi ao descer as escadas que ele e a mulher perceberam a gravidade da situação.

“As pessoas estavam preocupadas e a equipe médica subindo e descendo pra tentar acalmar as pessoas. Foi quando tudo aconteceu. De repente veio uma dor mais forte e eu senti que minha filha estava chegando, foi quando eu encontrei o doutor Ícaro. Ele parou tudo naquele momento, por uns cinco minutos, pra focar em salvar a minha vida e da minha filha”, agradeceu Diana.

“Ele colocou a Diana na maca, em um corredor, segurou firme na mão dela e falou: ‘Pode ficar tranquila que a gente vai te ajudar’. E quando ele olhou a cabecinha do bebê já estava saindo. Ele falou: ‘Mãe, faz toda força que você conseguir’. Eu lembro que ela segurou a minha mão e a da enfermeira, fez aquela força e a Ana nasceu. Ele puxou ela. O doutor pediu também para as enfermeiras tamparem o espaço em que ela estava, porque algumas pessoas ainda estavam descendo, saindo do prédio, e estavam vendo aquela cena, foi muito inesperado”, afirmou Warllen.
Ana Vitória nasceu às 20h31 de segunda-feira.

Ao mesmo tempo, cerca de 950 pessoas foram retiradas da Santa Casa após o incêndio atingir o 10° andar, deixando dois mortos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o fogo começou após falhas em uma saída de oxigênio. As vítimas que morreram estavam internadas na Unidade de Terapia Intensiva, onde o fogo começou. Conforme a assessoria do hospital, ambas não sofreram queimaduras.








Você pode gostar