Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Na Hora H!

Advogado encomenda a própria morte para filho receber seguro

A defesa agora confirma que Murdaugh contratou um assassino de aluguel para atirar nele, para que seu filho sobrevivente pudesse receber os recursos do seguro

Foto: reprodução/Facebook

De acordo com a polícia americana, o advogado Alex Murdaugh tramou sua própria morte para que seu filho pudesse receber US$ 10 milhões (R$ 52 milhões) em seguro de vida. De acordo com a BBC News, o caso aconteceu apenas três meses depois que a esposa de Murdaugh e outro filho foram encontrados mortos a tiros.

A defesa agora confirma que Murdaugh contratou um assassino de aluguel para atirar nele, para que seu filho sobrevivente pudesse receber os recursos do seguro.

O advogado, de 53 anos, é de uma família com histórico na área de Direito no estado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Durante três gerações, seu bisavô, avô e pai serviram como o principal promotor de uma região de cinco condados no estado.

A esposa de Alex Murdaugh, Margaret, e o filho Paul, de 22 anos, foram encontrados assassinados perto de sua casa, em junho.

Paul enfrentava acusações criminais por conta de um incidente, em 2019, em que ele causou um acidente de barco que deixou uma mulher morta. Na ocasião, o jovem estava embriagado.

Em setembro, foi a ver de Murdaugh ser baleado. O advogado foi alvejado um dia depois de pedir demissão no escritório de advocacia. Mais tarde, o escritório alegou que ele desviou fundos.

O escritório de advocacia disse ainda que ele desviou fundos para financiar um vício em opioide. Murdaugh deu entrada em uma clínica de reabilitação dias após ser baleado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que aconteceu?

No dia 4 de setembro, Murdaugh foi encontrado com ferimentos “superficiais” na cabeça depois de ser baleado em uma estrada. Seus advogados alegaram que ele estava trocando um pneu quando um agressor não identificado atirou nele.

A polícia disse, e a defesa de Murdaugh confirma, que ele contratou um assassino de aluguel para atirar nele para que seu filho sobrevivente pudesse receber o dinheiro do seguro

O atirador foi identificado como Curtis Edward Smith, de 61 anos. Ele é ex-cliente do advogado e responde por uma série de acusações criminais. Smith se declarou culpado.

O advogado de Murdaugh afirmou que ele elaborou o plano e acreditava que o filho não receberia o dinheiro se ele tirasse a própria vida. “Ele ligou para esse cara (Smith, que o encontrou na beira da estrada e concordou em atirar em sua cabeça”, disse. “Foi uma tentativa, da parte dele, de fazer algo para proteger seu filho”, alegou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assassinatos de Margaret e Paul

A polícia não sugeriu que Murdaugh esteja envolvido. Seu advogado também nego que ele esteja envolvido no crime. Ele está totalmente perturbado”, disse Harpootlian. “Ele não os matou.”

A polícia não fez comentários sobre os possíveis suspeitos das mortes de Paul e Margaret em junho. Os irmãos de Murdaugh, Randy e John, disseram não saber se a família tinha inimigos, mas contaram que Paul havia recebido ameaças.

“Achamos que saberemos esta semana se o suspeito que estamos analisando precisa de um exame mais minucioso”, disse o advogado. “Vamos disponibilizar essa informação para as autoridades policiais”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar