fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Na Hora H!

À Polícia Civil, mãe afirma que não se lembra se tentou matar recém-nascida em Goiânia

A mulher já recebeu alta médica e deu depoimento na última segunda-feira (22). A recém-nascida permanece internada no Hugol

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

À Polícia Civil, a mulher de 32 anos que tentou matar a filha logo após o parto, afirmou que não se lembra de ter machucado a criança. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Ana Elisa Gomes, afirmou que está aguardando os laudos dos exames feitos na mãe e na criança para dar continuidade na investigação. Até o momento, a suspeita é de infanticídio. 

A mulher já recebeu alta médica e deu depoimento na última segunda-feira (22). A bebê permanece internada no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira. Não se tem informações sobre o estado de saúde da vítima. 

Além da investigada, a mãe dela deverá ser ouvida, mas ainda não há data prevista para o depoimento. “Estamos esperando o laudo de lesão, avaliação psiquiátrica da investigada e do local de crime”, completou a delegada. 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade