fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Mundo

Brasileiro que matou ex-mulher pega perpétua no Reino Unido 

Ricardo Godinho ficará preso por no mínimo 27 anos e somente depois desse período poderá pedir revisão de pena

Avatar

Publicado

em

feminicídio
PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Nesta quinta-feira (18) a justiça do Reino Unido condenou à prisão perpétua o brasileiro Ricardo Godinho, de 41 anos, por assassinar sua ex-mulher, Aliny Mendes.   

Godinho ficará preso por no mínimo 27 anos e somente depois desse período poderá pedir revisão de pena. 

Segundo a “BBC”, citando depoimentos prestados no julgamento, o brasileiro matou sua ex-companheira a facadas na frente da filha de 3 anos do casal. Os dois, que têm outros três filhos menores, estavam separados desde dezembro de 2018.   

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O caso aconteceu no dia 8 de fevereiro na cidade de Ewell, próximo a Londres. 

Ele chegou a confessar apenas que cometeu um homicídio culposo. “Aliny era uma mulher linda, inteligente, feliz e carinhosa que era amada por tantas pessoas, tanto no Reino Unido quanto em seu país de origem, o Brasil”, diz a família da vítima em um comunicado. 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade