JBr Saúde

JBr Saúde #004 – 30% dos testes de covid dão positivo

O Sabin tem feito uma média diária de quatro mil testes, e o número de resultados positivos impressiona os especialistas e reforça a necessidade de cuidados

Sinal do alto grau de contaminação da covid-19 neste momento, de 25% a 30% dos testes de detecção da doença que estão sendo feitos pela rede do Laboratório Sabin estão dando resultado positivo. A informação foi dada por Rafael Jácomo, diretor técnico do Grupo Sabin, ao programa JBrSaúde, parceria do Jornal de Brasília com o grupo Imagem&Credibilidade. O Sabin tem feito uma média diária de quatro mil testes, e o número de resultados positivos impressiona os especialistas e reforça a necessidade de cuidados.

Apresentado pelo jornalista Estevão Damázio, o JBrSaúde vai ao ar no site do Jornal de Brasília todas as quintas-feiras. “O alto grau de resultados positivos é preocupante, especialmente quando se conhecem as suas características. E aponta para uma segunda preocupação: há provavelmente um grande número de pessoas doentes, infectadas, circulando pelas ruas quando deviam estar isoladas”, alerta Jácomo.

Embora o teste mais recomendado e de resultado mais efetivo seja o RT-PCR (aquele no qual é introduzido uma espécie de cotonete no nariz do paciente), mesmo ele não apresenta um resultado 100% confiável. Segundo Jácomo, a “sensibilidade” desse teste para a detecção da doença varia entre 60% a 80%. Ou seja: nem todas as pessoas que estiverem de fato infectadas serão detectadas por ele. Há uma chance de falso negativo no exame. “Por isso, é importante que se diga que o teste não é a única ferramenta que existe. Se a pessoa tem sintomas que indicam a possibilidade de covid-19, a indicação é que elas respeitem o isolamento”. Jácomo conclui: “Tem dúvida? Consulte um médico”.

Influenza

Por essa razão, ao mesmo tempo em que intensifica os testes, Jácomo aponta para a necessidade de ampla vacinação contra a Influenza, o vírus H1N1, cuja campanha está em curso. “Uma pessoa com Influenza tem sintomas semelhantes aos da covid. Ou seja, a pessoa poderá estar com febre, problemas respiratórios, e ela vai demandar cuidados a uma rede de saúde que já está à beira do caos. Quanto mais isso puder ser evitado, melhor para todos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diante das necessidades de isolamento, o Sabin estabeleceu para este ano uma estratégia de modo a evitar o deslocamento aos postos de vacinação, evitando os riscos de aglomeração. O laboratório está instalando tendas de drive-thru pela cidade. Quem quiser fazer a imunização contra a Influenza comprando a vacina pela rede, pode adquirí-la na loja virtual do laboratório (loja.sabin.com.br). Neste endereço, a pessoa faz a compra, emite o voucher, que deve imprimir e levar para a vacinação. Agenda pelo endereço eletrônico quando e onde deseja se vacinar. O agendamento é por turno (manhã ou tarde). Ela, então, dirige-se ao local agendado e toma a vacina.

Os postos de drive-thru estão instalados próximo ao estádio Mané Garrincha, no estacionamento do shopping Pátio Brasil e na Uniplan, em Águas Claras. Também serão instalados postos em Sobradinho e no Gama e há estudo de implantação em outras regiões. A campanha de vacinação já começou e seguirá enquanto houver demanda. A expectativa do Sabin é vacinar 80 mil pessoas no Distrito Federal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar