Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Prazeres do vinho

Mais vinho! Menos açúcar!

O fato de conter álcool não elimina o vinho da condição de alimento

Por Dai Teixeira 10/09/2021 1h49
Mais vinho! Menos açúcar!

Há alguns meses escrevi uma matéria expondo – O porquê o vinho deveria ser incluído na cesta básica brasileira assim como é na Itália. Podemos dizer que um alimento é qualquer substância, comida ou bebida, que contribua para a nutrição dos seres vivos. Não só para fins nutricionais, como também sociais e psicológicos.

Considerada a bebida alcoólica mais saudável do mundo, nas últimas décadas o VINHO em particular, ganhou a reputação de ser bom para a saúde. Apoiado em várias pesquisas científicas o vinho tinto tem sido associado à longevidade e a um menor risco de doenças cardíacas.

Primeiro: vamos às crenças sobre saúde

“Desde que nascemos, somos bombardeados com informações sobre o que constitui ou não um alimento bom para a saúde. Isso evolui e varia com o passar do tempo: O ovo, por exemplo, já foi considerado péssimo, e hoje é o segundo melhor alimento do mundo. As informações vão sendo atualizadas e novas verdades vão sendo descobertas. Quais são suas crenças? O que você acredita ser saúde ou ter um corpo saudável?” Rodolfo Tamborin

O fato de conter álcool não elimina o vinho da condição de alimento. Vinho é alimento e também é uma bebida alcoólica. E como tal deve ser tratado, considerando que o reconhecimento do vinho como alimento não o isenta das restrições atribuíveis às bebidas alcoólicas. Assim como vários alimentos considerados ‘bom’ para saúde não podem ser consumidos por todo mundo, pois cada ser humano tem suas restrições pessoais. Uns podem consumir lactose já outros não e tem até os que ‘NÃO’ podem consumir ‘vegetais verdes’ como o brócolis, por exemplo, que é considerado mega saudável, mas que contêm vitamina K, e pessoas com risco a desenvolverem trombose devem evitar o consumo de alimentos com esta vitamina. Já o vinho poderia ser consumido tranquilamente por qualquer pessoa, desde que não tenha restrições para o álcool. Entenderam a lógica?

Grande parte das pesquisas feitas até o momento descobriu que o consumo baixo ou moderado de álcool está associado a melhores resultados para a saúde. Embora seja possível provar que um tipo de álcool seja mais saudável que outro, é muito tranquilo afirmar também que o vinho é um alimento muito mais rico que vários outros que não contenham álcool em sua composição.

Ah, e ainda oferece prazer e satisfação. Ou seja, se existe um fruto que atende totalmente a definição de alimento, esse, com certeza, é o VINHO!

Daiany Nasteoli

A ideia do texto de hoje é que seja feito a seguinte reflexão: O Brasil é a quarta nação que mais consome açúcar no mundo. Sabemos que o abuso do açúcar pode elevar o risco de obesidade e doenças crônicas como diabetes, hipertensão e câncer. Como um item como este pode estar incluído na cesta básica brasileira e o vinho tinto com tanto valor nutricional não? Lembrando que o estou comparando com apenas um item. Ou seja, isso não deveria ser revisto?

O que mais é induzido ao consumo da população sem os devidos esclarecimentos?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Foi em meu consultório e dando aulas e palestras para médicos em São Paulo que descobri que a saúde física, apesar de tão importante quanto a mental, é bastante negligenciada. Nossa energia se origina em nossas células, portanto, vamos nos dedicar a melhorar nosso nível energético o melhor que pudermos” Rodolfo Tamborin

O Brasil está fora do padrão proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o consumo de açúcar e além do desafio da redução do açúcar pela indústria e a sociedade, temos uma longa estrada em orientar e educar a população para importância de se ter uma nutrição adequada, só assim teremos uma sociedade mais saudável, e uma redução da mortalidade por alimentação incorreta e inclusive de orçamento público para tratar pessoas doentes.

“Você pode conseguir muitas coisas com pequenas mudanças diárias. Mantenha o hábito de buscar o equilíbrio em seu corpo físico e a melhoria geral de seu bem-estar. Todo dia é um novo dia e todo novo dia traz uma nova oportunidade para você melhorar suas escolhas e seus hábitos, melhorar seu foco e seguir em frente rumo ao seu objetivo.” Rodolfo Tamborin

Fui inspirada a escrever a matéria de hoje pelo Prof. Rodolfo Tamborin. O conheci pelas redes sociais e acho o trabalho dele simplesmente incrível. Ele é professor em Liderança Psicológica, reviravolta organizacional e desempenho pessoal. Atualmente, têm em sua lista de clientes líderes políticos, CEOs de multinacionais, psicólogos, médicos, atletas olímpicos e de alto desempenho, artistas de renome nacional, professores e pais. Ele também é autor do livro INVENCIVEL – chegou a hora de ser quem você disse que seria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar