Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Gastronomia

Ingredientes brasileiros dão toque especial à culinária do Haná

Ingredientes brasileiros dão toque especial à culinária do Haná Uramaki com Alho Poro e Uramaki com Couve. Foto: Rômulo Juracy

Há mais de cem anos, os sashimis, que são um dos ícones da culinária nipônica, chegaram ao Brasil. Os relatos históricos apontam que o peixe veio na bagagem dos primeiros imigrantes que vieram trabalhar em São Paulo.

Com a chegada da nova cultura gastronômica, marcada pela simplicidade e frescor dos alimentos, as tradições alimentares sofreram modificações ao longo dos anos. Atualmente, ingredientes brasileiros foram incorporados às receitas japonesas, promovendo assim, um mix das gastronomias e culturas.

No DF, o Haná foi um dos primeiros restaurantes a aderir a essa diversidade. Em seu cardápio é fácil encontrar sushi com cream cheese ou sashimis que levam em sua composição couve, pimenta biquinho e até o maracujá.

“Podemos dizer que a união aconteceu de forma natural. Nossos sushimans sempre fizeram testes de sabores para inovar em nosso cardápio. Por outro lado, não é tão simples encontrar todos os ingredientes japoneses a disposição e é aí que entra a criatividade com as devidas substituições ou incorporações”, afirma Raimundo Neto, gerente do Haná Restaurante Japonês.

Entre as criações do restaurante, alguns dos destaques podem ser solicitados via delivery. É o caso do Jyo de Maracujá (R$19,90 – 5 unidades) – salmão envolto no arroz e cream cheese com calda de maracujá; o Sashimi de Anchova (R$19,90 – 5 unidades) – anchova cortada em fatias e o Jyo com Shimeji (R$19,90 – 5 unidades) – tira de salmão envolto no arroz com cream cheese e shimeji.

Jyo Maracuja. Foto: Rômulo Juracy

Já quem participa do Rodízio Premium (R$ 107,90 por pessoa) pode saborear além dos destaques outras criações exclusivas como por exemplo: o Jyo de salmão com cream cheese – salmão envolto no arroz e cream cheese; o Dragon Haná – tilápia, patê de salmão e couve frita e o Fritinho – massa harumaki, salmão, cream cheese e alho poró. Por meio de uma ficha individual o comensal seleciona as iguarias que são levadas até a mesa. O rodízio também dá direito aos itens que compõem a pista quente e fria e que conta com mais de 40 variedades de sushis durante a semana, 55 opções diferentes nos fins de semana e 16 opções de pratos quentes.

Caipirinha oriental

A bebida que melhor caracteriza a cultura alimentar japonesa é o saquê. Trata-se de uma bebida alcoólica, com tradição milenar de produção, derivada do arroz. No mercado, atualmente, existem vários tipos de saquê, que podem ser servidos quentes, em temperatura ambiente ou gelados, harmonizando com a comida, assim como o vinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já no Brasil, o drinque mais conhecido é a caipirinha. Feita com cachaça ou com bebida destilada, no Haná ela ganhou uma versão suave feita com saquê. Há quem chame esse drinque nipo-brasileiro de caipisaquê ou caipirinha oriental. No Haná Restaurante Japonês a bebida é servida nos sabores morango ou kiwi.

Caipisake. Foto: Rômulo Juracy

Serviço
Haná Restaurante Japonês
Endereço: SCLS 408 Bloco B Loja 35 – Asa Sul
Telefone: 61 3244-9999

Horário de funcionamento presencial:
todos os dias, das 12h às 23h
Horário de funcionamento delivery:
todos os dias, das das 11h30 às 23h

Instagram: @hana_restaurante
Facebook/restaurantehanabsb

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar