Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Gastronomia

Comida japonesa também combina com cerveja

No Dia Internacional da Cerveja, entenda como harmonizar a bebida com as delícias da culinária oriental

Foto: Divulgação/Haná Restaurante

Hoje, 5 de agosto, é celebrado o Dia Internacional da Cerveja.. A bebida é uma boa acompanhante para diversos tipos de comidas, pois os sabores interagem muito bem e transformam as refeições em uma experiência gastronômica completa. Mas e com comida japonesa? Já sabemos que o saquê é uma harmonização clássica, principalmente com o sushi e, por incrível que pareça, ele tem muita semelhança com a cerveja. Os dois são fermentados de cereais e essa similaridade ajuda na hora de pensar na combinação.

A dica é não utilizar cervejas muito intensas, principalmente se você optar pelos crus, porque elas podem acabar passando por cima dos seus sabores. Cervejas sutis e refrescantes como Pilsen; Witbier e as Kolsch (cervejas alemãs leves e frutadas) são sempre as melhores escolhas. Peixe também combina com cervejas que tenham algum grau de acidez, então qualquer prato que leve o ingrediente na sua composição, combina muito bem.

Agora que você já sabe, a boa pedida para comemorar a data é no Haná Restaurante Japonês (408 sul), um dos mais queridos points da culinária oriental de Brasília. Por lá, é possível harmonizar as iguarias servidas tanto no Buffet Light (R$ 89,90 – por pessoa), um dos mais completos da capital, que conta com mais de 50 opções de sushis, além de pratos quentes, entradinhas e sobremesas, como no Rodízio Haná Premium, (R$ 117,90 – por pessoa), que além de todas as delícias dispostas no buffet, conta ainda, com sashimis e carpaccios variados, robatas, temakis, grelhados, especiaizinhos (sushis especiais criados pelo sushiman), entre outros, que são levados pelo garçons até a mesa.

No Haná, as opções são variadas como: a Budweiser (R$12) – uma standard American Lager de sabor leve, cor clara e aroma discreto. A Heineken (R$12) – uma cerveja premium, do estilo American Premium Lager, caracterizada por seu amargor mais alto entre as cervejas populares, ou a Corona ( R$ 12) – cerveja do tipo Pilsen que possui sabor leve, e que se consumida com uma fatia de limão no gargalo reforça a acidez com suas doses cítricas. Na carta da casa também podem ser encontradas a Bohemia (R$12), a Cerpa (R$14,90), a Stella Artois (R$12), Cerveja Preta (R$12) e também Cerveja sem álcool (R$12). Motivos não faltam para comemorar a data!








Você pode gostar