fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Celebridades

Tatá Werneck pede desculpas por piada transfóbica

Tatá então aproveitou para refletir sobre a violência sofrida pela comunidade LGBTQI+ e sua função social como influenciadora na TV e nas redes sociais

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Tatá Werneck entrevistou a rapper Gloria Groove em seu talk show Lady Night na última quinta-feira, 12, e pediu desculpas por já ter feito uma piada transfóbica durante o programa, quando recebeu a cantora transexual Linn da Quebrada.

“Fiz uma piada transfóbica e a Linn da Quebrada falou comigo. Se nesse espaço eu fiz isso, nesse espaço quero pedir desculpa e dizer que quero muito poder usá-lo para dizer as coisas corretas Não faço mais que a minha obrigação”, disse ela.

Glória Groove, que é a drag queen do cantor e dublador Daniel Garcia, elogiou a apresentadora por reconhecer o erro, destacando que Tatá agiu com “maestria”.

“É difícil as pessoas se colocarem nesse lugar de se retratar. Existe um orgulho bem alto nas coisas que a gente não conhece direito”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tatá então aproveitou para refletir sobre a violência sofrida pela comunidade LGBTQI+ e sua função social como influenciadora na TV e nas redes sociais.

“Todo mundo erra, mas cara… tem coisas que não são erros, são crimes. A comunidade LGBTQI+ é a que mais morre. Quando eu sou transfóbica, estou falando de pessoas que, em maioria, são assassinadas até os 30 anos. Estou sendo criminosa de verdade [ao fazer a piada]”, assumiu.

“Minha obrigação como alguém que está na frente de um monte de gente no Instagram, na televisão, é levar a informação correta. Se eu falo errado, milhões de pessoas vão falar”, completou.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade