Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Paul McCartney faz do Mané Garrincha um karaokê em show da turnê em Brasília

O astro do rock está de volta ao Brasil com sua nona turnê no país, numa apresentação que começou pouco antes das 21h e dura cerca de três horas

Foto: Vitor Mendonça/ Jornal de Brasília

CAROLINA MORAES
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

No estádio Mané Garrincha, em Brasília, o clima de karaokê com um desfile de hits dos shows de Paul McCartney foi aberto com “Can’t Buy Me Love”.

O astro do rock está de volta ao Brasil com sua nona turnê no país, numa apresentação que começou pouco antes das 21h e dura cerca de três horas nesta quinta-feira (30).

O músico foi acompanhado aos gritos e palmas por um público animado, que tem comentado a chegada dele à capital desde terça-feira (28), quando fez um show surpresa para poucos fãs.

Aos 81 anos, o ex-Beatle relembra o quarteto com músicas como “Blackbird” e “Get Back”, e com homenagens aos ex-companheiros. Também mantém seus momentos simpáticos de falar com a plateia em português, já conhecidos em suas turnês por aqui.

“In Spite of All the Danger”, primeira gravação do grupo que viria a se tornar os Beatles, abriu uma sequência retrô seguida de “Love Me Do”, canção que lançou a banda de Liverpool.

John Lennon é celebrado com “I’ve Got a Feeling”, numa espécie de dueto virtual com a voz do músico, e também em “Here Today”, canção já da carreira solo de Paul em homenagem ao ex-Beatle. Já George Harrison, morto em 2001, é lembrado em “Something”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A turnê “Got Back” passeia por cerca de 40 músicas de sua carreira. Boa parte delas dos Beatles, mas também da carreira solo e outras do Wings, banda que montou nos anos 1970– logo no começo do apresentação, o público acompanhou extasiado a “Letting Go”.

O ex-Beatles não volta ao país desde que se apresentou em 2019 com a turnê “The Freshen Up Tour”, e chegou agitando Brasília com o show surpresa no Clube do Choro.

Na casa de shows projetada por Oscar Niemeyer, só 500 pessoas viram a apresentação de pouco mais de uma hora, que deu um gostinho de como seria o show no Mané Garrincha dois dias depois.

Os celulares lacrados durante essa primeira apresentação, para que não houvesse registros da plateia, conferiram ainda mais exclusividade ao espetáculo histórico na capital na terça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Paul fará, ao todo, oito shows no Brasil –além de Brasília, ele se apresenta em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte. A última será em 16 de dezembro, no Maracanã, onde tocou para mais de 180 mil fãs num show histórico em 1990.






Você pode gostar