Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Música

Clara Lima fala sobre a carreira e revela próximos lançamentos 

‘Beira do Mar’ é a novidade da rapper mineira: um som que esbanja positividade e inspiração no afrobeat. Cantora prepara ainda um álbum

‘Beira do Mar’ é a novidade da rapper, com produção musical de Rizzi Get Busy, ela esbanja positividade em som inspirado no afrobeat Clara Lima. Foto: Reprodução

A rapper Clara Lima, de 22 anos, lançou na última semana seu novo trabalho, a música ‘Beira do Mar’. A faixa vem acompanhada de um videoclipe, disponibilizado no canal da cantora no YouTube.

Em ‘Beira do Mar’, Clara dá sequência à vibe alto astral que a tem acompanhado nos últimos sons, desta vez sob a influência do afrobeat. O single contou com produção musical de Rizzi Get Busy.

“A proposta de ‘Beira do Mar’ é parecida com os meus últimos lançamentos. Desde ‘Só Sei Falar de Amor’, EP que lancei em 2021, tenho trabalhado para trazer uma mensagem de amor, esperança e positividade para a galera que me ouve”, comenta a artista.

Assista “Beira do Mar”:

Com praia, sombra e água fresca, o audiovisual com direção de Torvic Vision complementa a vibe da canção e tem como cenário o litoral de Guarujá-SP. ‘Beira do Mar’ faz parte da série de lançamentos mensais da artista em 2022. Em maio, foi lançado o single ‘Mesmo Que Demore’.

Arte: Divulgação

Parceiro de longa data da cantora, com quem já lançou as músicas ‘Nascer’, ‘Falcão’ e ‘C.V.C’, Rizzi celebra a realização de mais um projeto. “É sempre uma honra poder trabalhar junto com Clara. Foi muito produtivo o período de imersão que passamos juntos. Tem muita coisa boa para vir nos próximos meses”, revela.

Sobre Clara Lima

Nascida e criada na Zona Norte de Belo Horizonte (MG), Clara Lima conta que tanto ela, como o irmão, tiveram uma relação com a música desde a infância, pelo fato da família ser bem musical. “O essencial pra gente [ela e o irmão] começar a fazer música foi a nossa infância, sempre ter um violão em casa, a minha mãe sempre estar ouvindo uma música… acho que a gente se apaixonou pela música desde muito cedo”, comenta. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No rap, Clara iniciou sua trajetória nas batalhas de rima da capital mineira, onde realmente se identificou, e se tornou a primeira mulher a representar Minas no Duelo Nacional de MC’s. “Quando eu conheci a batalha, eu falei ‘cara, é isso que eu quero fazer’. Me senti parte do lugar, fiquei à vontade, e foi ali que começou tudo”, diz.

Clara Lima e o grupo DV Tribo. Foto: Reprodução

Sobre ser mulher no mundo do rap, a artista explica que sempre respondeu às falas machistas com seu trabalho, se esforçando para ser melhor e ter o reconhecimento merecido.  “O rap é um rolê que luta contra várias opressões e preconceitos, mas ainda assim é um meio muito preconceituoso. É possível ver isso nos ‘lines’ de festivais, nas listas de premiações. Sempre tem dez caras e uma mulher”, lamenta Clara. “O machismo ainda é uma parada que, por mais que a gente fale sobre, tanto o rap como o resto do mundo precisa evoluir nesse sentido”, afirma. 

“Eu trabalho para que mais minas tenham coragem e consigam ocupar um lugar que é nosso por direito. A gente está aí para abrir portas, assim como foi feito comigo.”

Clara Lima, rapper

Trabalhos 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A rapper, que também já fez parte do conjunto DV Tribo, ao lado de nomes como Djonga, FBC e Hot & Oreia, já lançou os  EPs ‘Transgressão’, em 2013, e ‘Só Sei Falar de Amor’, em 2021, e o álbum ‘Selfie’, em 2019. Neste ano, a cantora uniu rap e MPB no projeto ‘Som Que Vem da Alma’, lançado em março. 

Clara Lima ainda revelou que está trabalhando em um álbum colaborativo, junto com o produtor Rizzi, e pretende lançar ainda esse ano. “A gente já tem alguns feats pensados e outros já negociados. Vai ser um álbum, com todas as produções assinadas pelo Rizzi. Em todas as faixas eu vou rimar e, em algumas, a gente vai chamar outras pessoas. É para esse ano ainda, finzinho do ano. [Será lançado em] dezembro ou novembro”, conta.








Você pode gostar