Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Kátia Flávia

”Quando forem atacar outros artistas, cuidado para não expor o telhado de vidro”, aconselha Tico para Zé Neto

Cantor relembrou encontro com dupla sertaneja em Minas Gerais e comentou “tiro no pé” em show no Mato Grosso

Por Kátia Flávia 16/05/2022 4h00
Cantor relembrou encontro com dupla sertaneja em Minas Gerais e comentou “tiro no pé” em show no Mato Grosso

Rendeu até post, o negócio é sério, hein minha gente. Tico Santa Cruz não mandou recado no Twitter fez logo um post com textão sobre os fatos que têm rondado Zé Neto e Cristiano e a cantora Anitta. Muita mais que isso, a polêmica da Lei Rouanet, que o cantor diz apoiar o cancelamento do repasse de verbas ao setor de cultura.

“No entanto ontem foi justamente o respeito pelo que tanto prezamos que faltou por parte do artista, que deu uma declaração muito infeliz numa indireta aparentemente para a Anitta. Logo pra quem? Para uma artista que cada dia mais está conquistando espaços relevantes no cenário internacional!”, inicou Tico.

O cantor ainda falou sobre os repasses da Lei Rouanet. “Todo grande artista faz show para prefeituras, porque isso faz parte da indústria do entretenimento. Os cachês variam de acordo com o tamanho do artista. No caso de Zé Neto e Cristiano, estamos falando de 350 mil reais em média por show”, escreveu.

“No final das contas o Zé Neto deu um baita tiro no pé e ainda expôs, se não a falta de conhecimento sobre o assunto abordado, uma grande hipocrisia – e se vocês querem saber, acho que fizeram isso apenas para acenar para o público que apoia o presidente – assim como eles – o que é um direito democrático – ainda que o próprio presidente viva atacando a democracia e colocaram o TOBA na janela porque agora com certeza a imprensa ou os blogs, páginas e veículos de comunicação terão acesso aos milhões que eles ganharam ( honestamente – assim aposto eu) com verbas dos cofres públicos”, finalizou.

Eita! Tá entendido Zezinho? Se rendeu mais que um tweet, quer dizer que o assunto tem relevância.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar