Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Joelma fala das sequelas após Covid-19 e diz que enfrenta recaída da doença

Joelma foi contaminada pelo coronavírus em agosto de 2020. A infecção durou cerca de 30 dias, mas os sintomas permaneceram por mais de dois meses.

BERNADETE DRUZIAN
SÃO PAULO, SP

A cantora Joelma, 46, afirmou no programa Altas Horas (Globo) deste sábado (10) que padece, pela segunda vez, dos efeitos da Covid-19. Apesar de não saber se foi reinfectada, a artista contou que voltou a ter sintomas fortes no fim de janeiro, enquanto ainda enfrentava tratamentos para recuperação de sequelas da doença.

Joelma foi contaminada pelo coronavírus em agosto de 2020. A infecção durou cerca de 30 dias, mas os sintomas permaneceram por mais de dois meses.

Mesmo sem a presença do vírus no organismo, havia ainda comprometimento da respiração, que ficou “muito curta”, além de complicações da visão, no fígado e confusões mentais. Segundo ela, após passar por diversos exames foi diagnosticado um problema no estômago, denominado hipocloridria, que causa náuseas, inchaços e desconforto abdominal.

Após oito meses a artista ainda luta contra o mal-estar provocado pela doença, e revela que “alguns dias não sente ânimo para nada”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora com novo visual, de cabelos ruivos, a ex-vocalista da banda Calipso lança em 15 de abril um novo trabalho, batizado de “Coração Vencedor”. O single fala sobre a força da mulher e o clipe é inspir ue retrata a liberdade na figura de uma libélula.

As informações são da FolhaPress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar