Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

‘Já dormi no chão e passei fome’, diz Bianca, cantora indicada pela Billboard como descoberta de 2020

Nascida em Campos dos Goytacazes, Bianca foi bailarina, tocou em orquestras e começou a cantar profissionalmente na adolescência

No começo da quarentena, a cantora Bianca foi pega de surpresa ao receber pelas redes sociais uma série de vídeos de famosos dançando sua música. O bregafunk “Tudo no sigilo”, lançado em fevereiro, viralizou num desafio do aplicativo Tik Tok e se tornou hit com, hoje, mais de 85 milhões de reproduções no Spotify e 74 milhões no YouTube. A composição apareceu nos rankings de canções mais virais do Brasil, de Portugal e até da Suíça, e fez a jovem, de 19 anos, ser percebida pela revista americana Billboard, especializada no mercado musical. Bianca é a única brasileira numa lista que indica as cantoras latinas para se descobrir antes de 2020 acabar.

“Para ser bem sincera, eu estou meio sem acreditar até agora. A Billboard é muito importante e aparecer lá foi um baque muito grande. Sou uma artista nova, em construção. Ainda estou chocada!” brinca Bianca, que comemora: “Eu gosto de mostrar para as pessoas que as coisas acontecem. É só acreditar, correr atrás, ter muita fé em Deus, não importa a religião. Eu sou do interior do Rio, nascida e criada em favela, com família humilde e, para mim, essa conquista era muito distante. Eu passei por todos os obstáculos e necessidades. Vim para o Rio, enfrentei tudo o que tinha que enfrentar”.

Nascida em Campos dos Goytacazes, Bianca foi bailarina, tocou em orquestras e começou a cantar profissionalmente na adolescência. Sem ver grandes oportunidades em sua cidade, veio tentar a sorte na capital aos 16 anos, apesar das ressalvas de sua mãe e da avó.

“Passei fome, dormi no chão. Vim de uma família simples, mas nunca tinha passado por isso. Foi muito difícil, mas olho pelo lado bom. Se isso não acontecesse, eu não estaria experimentando tudo isso hoje. Dá até vontade de chorar. Minha família não sabia dessa dureza. Eles achavam que eu estava bem, trabalhando. Eu escondia porque eles iriam ficar tristes. Passei por aquilo angustiada, sem falar. Foi uma fase muito complicada”, recorda Bianca, que agora diz viver uma realidade de sonho: — “Tudo no sigilo” foi um marco na minha carreira. É a música da minha vida.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar