Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Globo diz não ver apoio a Lula em gritos de ’13’ no programa de Mion

A TV Globo informou que não vê como manifestação de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato ao Planalto, os gritos com o número 13 entoados por convidados durante um quadro do programa “Caldeirão”, apresentado por Marcos Mion, no sábado (14).

Por FolhaPress 17/01/2022 8h00
Foto|Reprodução

Por Mônica Bergamo

O coro, puxado pela atriz Ana Hikari, viralizou nas redes sociais como gesto de apoio ao petista e chegou a ser compartilhado em perfis ligados ao partido.


Na atração, os participantes de um dos times torciam para que o número 13 saísse e ganhassem pontos em um jogo, mas, ao notarem a coincidência, embutiram o viés político.


“Temos regras que impedem manifestações de apoio a partidos e candidaturas em nossos programas, mas acreditamos que isso não aconteceu no caso mencionado pela coluna”, afirmou o setor de comunicação da Globo, via nota, em resposta sobre o assunto.


A emissora afirmou ainda que, “ao fim do jogo ‘Tem ou Não Tem’, do ‘Caldeirão’, um dos times começou a torcer pelo número de pontos que representaria a vitória no resultado final do placar. O número em questão era o 13, como poderia ter sido qualquer outro, e a equipe torceu como já aconteceu tantas vezes, em outras edições do mesmo jogo”.


Depois da exibição na TV, contudo, Ana Hikari e outros envolvidos na cena, como os ex-participantes do “Big Brother Brasil” Gil do Vigor -que já fez elogios a Lula- e João Luiz Pedrosa replicaram o vídeo em redes sociais confirmando ter havido apoio implícito ao ex-presidente no pleito de outubro.


A atriz, conhecida por “Malhação” e atualmente na novela “Quanto Mais Vida Melhor”, deu respostas em tom de aprovação a seguidores que associaram a iniciativa à pré-campanha do petista. Ela foi a primeira a gritar, com empolgação, a expressão “é 13”, quando ouviu a explicação de Mion sobre o game.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os convidados também pularam e dançaram no palco enquanto gritavam. O apresentador se juntou ao grupo no fim da comemoração.


“Eu só lembro de olhar pra cara do @GilDoVigor e do @joaoluizpedrosa e ver eles arregalarem o olho quando comecei a falar É 13. Quando vi a gente já tava tudo pulando e gritando É 13 BRASIL TREZE TREZE TREZE kkkkkkkkk”, escreveu Ana em seu perfil.


João Luiz respondeu: “O sentimento de que: aí não entendi sozinho kkkkkkkkkkkkkkkk”.​ Em outra postagem, a atriz brincou: “Eu vou usar esse vídeo até outubro!!!”. Ela compartilhou também uma montagem dela e de outras atrizes da emissora ao lado de Lula e com broches do PT.


As postagens geraram uma onda de mensagens estimulando o gesto, mas também críticas, sobretudo de simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro (PL), que é adversário de petista e detrator da Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar