Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Entretenimento

Filho de Faustão diz que se preparava há 3 anos para TV

Se engana quem pensa que João Guilherme Silva, 17, caiu de paraquedas no comando da atração da Band ao lado do pai, Faustão, cuja estreia, que aconteceu nesta segunda (17), bateu o segundo lugar em audiência. Ele conta que se preparou para o emprego e que está seguro com a nova responsabilidade.

Por FolhaPress 18/01/2022 4h19
Foto|Reprodução

“Trabalhei dois anos na rádio Trianon e foi lá que comecei a aprender. Também fiz um curso com um preparador vocal que já trabalhou com o Roberto Carlos e o Agnaldo Rayol. Claro que televisão é uma coisa nova, mas já tinha um treinamento”, avalia ele em papo com o site F5 logo após a estreia.


Mais do que isso, ele revela que acompanhar a trajetória do próprio pai já foi um aprendizado. Desde criança que João Guilherme acompanhava Faustão nos bastidores do Domingão, na Globo, atração comandada por ele por mais de 30 anos antes de seu desligamento e ida à nova emissora.


“Meu pai já vem conversando comigo sobre eu estar na TV há dois ou três anos. Não foi de um dia para o outro que fui para o ar. Ele plantava essa semente. Claro que não sabia que a estreia seria logo ao lado dele, mas agora é um momento especial”, avalia.


No Faustão na Band, o apresentador divide o comando com o próprio pai e Anne Lottemann. Apesar de suas inserções serem mais curtas e só acontecerem quando o comandante solicita, João avalia que a cada dia aprende mais.


“Para mim será algo que levarei e lembrarei para sempre: comecei com meu pai. Qual jogador de futebol pode jogar com o próprio filho? O mais legal dessa nossa relação é poder ser um espelho para os pais e filhos que nos assistem”, opina.


Recentemente, João Guilherme completou o ensino médio na Suíça e retornou ao Brasil disposto a colocar esse sonho de trabalhar com comunicação em prática. Agora, ele também almeja entrar na faculdade de Rádio e TV para aprimorar o que já sabe.


Mas ele já tem noção de que sua vida vai mudar por completo a partir do primeiro episódio do programa que foi ao ar na Band e que na grade aparece de segunda a sexta-feira. Nada que ele já não esteja preparado para lidar, afirma, inclusive com possíveis críticas que possam surgir.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“Minha única preocupação é enfrentar comparação. Tem gente que vai apoiar e outros vão olhar de jeito ruim. Estou aqui para aprender com o tempo. Mas fiz a decisão certa. Todos têm direito de falar o que quiserem, não vou ficar bravo, mas estou me esforçando e vou dar resultado”, garante.


A relação entre pai e filho no palco é um caso à parte. O F5 teve a oportunidade de acompanhar um dia de gravações do quadro Pizzaria do Faustão e pôde notar que, apesar da sintonia que vem de berço, sobra tempo para pequenas broncas, como em uma vez que o jovem entrou na frente da câmera sem querer.


João avalia os puxões de orelha como algo normal e produtivo. “Ele avisa os momentos em que devo falar mais ou menos, dá uns toques de um jeito sutil. Ele tem muita experiência e eu estou começando. Só quero ser quem eu sou e trabalhar. Erros vão rolar e com tempo vamos ficando melhores”, diz.


O jovem garante que tudo o que acontece no palco e a interação entre pai e filho são naturais, sem ensaio prévio. A relação é igual em casa. “O jeito que ele brinca comigo eu recebo de forma sadia e genuína. Em casa, ele é o Faustão também”, analisa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


As gravações do programa do Faustão têm sido feitas com alguma antecedência e por vezes elas acontecem duas vezes ao dia. João afirma que tem gostado de sua atuação e que sempre que uma edição termina ele corre para saber o que o pai, os diretores e os demais colegas acharam de sua atuação.


O profissional conta que não sabe o que fará daqui 20 ou 30 anos, mas que já tem o sonho de ter seu próprio programa no futuro para continuar a trilhar os passos do pai. “Me sinto seguro, preparado e em constante evolução”, conclui.








Você pode gostar