fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Celebridades

Mãe de Gugu diz que apresentador deve estar ‘feliz no céu’ com campanha de doação de órgãos

O apresentador morreu há um ano, no dia 21 de novembro de 2019. A doação dos órgãos de Gugu beneficiou mais de 50 pessoas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Karina Matias
São Paulo, SP

Maria do Céu Liberato, mãe do Gugu, disse que deseja muito encontrar uma das pessoas que recebeu órgãos doados pelo apresentador. “É a coisa que eu mais gostaria. Se eu encontrar essa pessoa e abraçá-la é como abraçar o meu filho”, afirmou ela, muito emocionada, nesta quinta-feira (19), durante encontro com a imprensa, em São Paulo, para o lançamento da campanha Gugu Vive, que visa incentivar a doação de órgãos.

O apresentador morreu há um ano, no dia 21 de novembro de 2019, após cair de uma altura de cerca de quatro metros em sua casa em Orlando (EUA). A doação dos órgãos de Gugu beneficiou mais de 50 pessoas.

Maria do Céu disse que, inicialmente, foi contra que o filho, com morte cerebral declarada, fosse doador. “Eu achava que iam tirar pedaços da pessoa, que ia ficar deformada”, explicou. Ela mudou de ideia e afirma que hoje está muito feliz com essa decisão. “Com essa campanha, ele deve estar muito feliz lá no céu.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vindos dos Estados Unidos, onde moram, os três filhos de Gugu também se mostraram emocionados e falaram sobre o legado que o pai deixou pra eles. Para o mais velho, João Augusto, 19, Gugu deixou três ensinamentos: ser uma pessoa do bem, humilde e generosa.

Já Marina, 16, ressaltou que o apresentador sempre destacou a importância de ser honesto. Enquanto Sofia afirmou que a dor pela perda do pai nunca vai passar. “Mas tenho certeza que ele não ia querer ver a gente triste.”

A campanha Gugu Vive consiste em propaganda na TV com os filhos e a mãe do apresentador, e um site (guguvive.com.br) com informações sobre a doação de órgãos. Um filtro no Instagram também faz parte da campanha, e pode ser usado para que as pessoas declarem aos familiares em vida que desejam doar os órgãos, assim como fez Gugu.

Segundo médicos da ABTO (Associação Brasileira de Transplante de Órgãos), por causa da pandemia do novo coronavírus, o número de doadores e transplantes realizados no Brasil sofreu uma queda. Por isso, eles destacam que é importante esclarecer e incentivar a doação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da FolhaPress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade