Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Celebridades

Lori Loughlin, de ‘Três É Demais’, tem casa invadida e R$ 5,5 milhões em joias furtadas

A atriz Lori Loughlin, 51, teve a casa invadida por ladrões que furtaram US$ 1 milhão (R$ 5,5 milhões) em joias. A informação é do TMZ.

Por FolhaPress 17/01/2022 5h49
Foto|Reprodução

Segundo o site, o crime aconteceu no dia 3 de janeiro e foi descoberto por uma governanta. A atriz e o marido, Mossimo Giannulli, não estavam na residência localizada em Los Angeles no momento do assalto.


De acordo com o TMZ, câmeras de segurança mostram os ladrões quebrando a janela de um dos quartos e levando uma caixa de joias. Eles estavam vestidos de preto e usavam máscaras.


A polícia investiga o furto e suspeita de uma quadrilha de ladrões sul-americanos que teriam invadido outras residências e fugido dos Estados Unidos, segundo o site. Após o assalto, a segurança da casa foi reforçada.


Conhecida por sua atuação em “Full House” (“Três É Demais”), a atriz cumpriu uma pena de dois meses de prisão por ter participado de um esquema fraudulento que facilitou o ingresso de suas duas filhas na Universidade do Sul da Califórnia.


As jovens foram matriculadas falsamente como pertencentes à equipe de remo mediante o pagamento do equivalente a US$ 500 mil (R$ 2,8 mi). Em março de 2019, promotores federais indiciaram quase 50 pessoas por pagarem ou receberem milhões de dólares por participar de fraudes no ingresso de universidades. A atriz foi uma delas.


Em sua defesa, à época da condenação, Loughlin alegou que acreditava estar agindo por amor às filhas, mas percebeu que apenas contribuiu para as desigualdades na sociedade. “Essa constatação pesa muito sobre mim”, disse, “e embora eu desejasse poder voltar e fazer as coisas de maneira diferente, só posso assumir a responsabilidade e seguir em frente”.


Mossimo Giannulli foi condenado pelo mesmo crime. Segundo a Reuters, assim como a mulher, o estilista admitiu a culpa no esquema e recebeu como pena cinco meses de prisão, multa de US$ 250 mil (R$ 1,4 milhão) e 250 horas de trabalho comunitário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Outra atriz também foi condenada por fazer parte do mesmo esquema. Felicity Huffman, de “Desperate Housewives”, também se declarou culpada e cumpriu pena de 14 dias em uma unidade prisional na cidade de Dublin, que fica perto de São Francisco, na Califórnia. Ela teria pago para falsificar o exame de admissão de sua filha mais velha.








Você pode gostar