Celebridades

Caetano canta ‘Hey Jude’ para lembrar dos anos em que esteve preso na ditadura

A versão quer chamar atenção para a divulgação do filme Narciso em Férias, onde ele aparece com relatos sobre sua prisão durante a ditadura militar no Brasil

O cantor Caetano Veloso lançou nesta sexta-feira, 4, em suas plataformas digitais, uma versão da música Hey Jude, creditada contratualmente a Lennon e McCartney, clássico dos Beatles de 1968. A versão quer chamar atenção para a divulgação do filme Narciso em Férias, onde ele aparece com relatos sobre sua prisão durante a ditadura militar no Brasil. De Renato Terra e Ricardo Calil, o filme terá estreia mundial dia 7 de setembro, no 77º Festival de Veneza. A Globoplay vai exibi-lo no mesmo dia.

As memórias de Caetano estarão no longa, com passagens como no dia em que ele e Gil foram retirados de casa em São Paulo poucos dias depois de o AI-5 ser decretado. Fala ainda sobre os 54 dias que permaneceu encarcerado e diz sobre Hey Jude: “Me lembro nitidamente de que Hey Jude, dos Beatles, era a canção positiva. Quando tocava, era sinal de que ia melhorar minha situação, os portões iam se abrir, a luz ia ser vista de novo”, diz no documentário.

Apesar de ganhar esse significado para Caetano, a canção não tinha teor político em sua composição. Paul McCartney a fez sem a participação de Lennon depois de ver Julian Lennon, seu filho mais velho, triste e solitário com a separação de seus pais.

https://www.instagram.com/p/CEt8WB5AfH3/

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar