Siga o Jornal de Brasília

Cidades

IFB converte livros em áudio para ampliar acessibilidade de deficientes visuais

As conversões dos textos impressos para áudios serão feitas, inicialmente, por demandas dos professores da instituição

Publicado

em

Foto: Divulgação/IFB

Aline Rocha
[email protected]

A biblioteca do Campus Brasília do Instituto Federal de Brasília (IFB) está oferecendo um novo serviço aos usuários. A partir de agora, dos equipamentos adquiridos pelo instituto farão a conversão de textos em voz, possibilitando ampliar a acessibilidade dos alunos com deficiência visual ao acervo da instituição.

As conversões dos textos impressos para áudios serão feitas, inicialmente, por demandas dos professores da instituição. Com o apoio dos alunos que necessitam do material audível, serão selecionadas as prioridades e, em seguida, será necessário preencher um formulário para requerer o serviço à Biblioteca.

A conversão poderá ser de um livro completo, capítulos ou páginas isoladas. Realizada a adaptação (que inclui a digitalização e a revisão do material), o arquivo em mp3 será encaminhado pela biblioteca ao aluno com deficiência visual.

Os servidores da biblioteca envolvidos no processo começaram os testes das adaptações no mês de julho, durante as férias estudantis. De acordo com Jadir Viana Costa, servidor que está à frente do projeto de inclusão, o objetivo é que todo o material dos Projetos Pedagógicos que atendam alunos cegos ou com baixa visão, ao longo do tempo, sejam convertidos em áudio.

“Trata-se de um projeto de suma importância, visto que oferece mais autonomia às pessoas com deficiência, oferecendo-lhes o material de estudo em um formato acessível e de fácil manuseio”, ressalta Jadir.

De acordo com o estudante Alexandre Nunes Damasceno, aluno de baixa visão do Curso de Tecnologia em Gestão Pública do Campus Brasília.“Com esta ferramenta, teremos inúmeros benefícios na vida acadêmica e na pessoal também. Será como uma ponte para uma “ilha” na qual queremos chegar”, diz

Atualmente o aluno tem de recorrer a métodos pouco viáveis para ter acesso ao material utilizado pelos professores. “Uma opção é ir a uma papelaria e solicitar que ampliem o texto nas máquinas, ficando um volume muito grande. Um livro de duzentas páginas ficaria, em média, com mil páginas, por exemplo”, explica Alexandre.

IFB CAMPUS BRASÍLIA/ Via L2 Norte, SGAN 610 (610 Norte), Módulo D, E, F e G.
Horário de funcionamento da biblioteca – das 8h às 21h30, de segunda a sexta-feira
Aberta à comunidade.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade