fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

“Eu vou manter o meu foco em cuidar das pessoas…” diz Ibaneis

O dono da principal cadeira do Palácio do Buriti não está participando da reunião dos governadores, que acontece neste momento

Catarina Lima

Publicado

em

Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília.
PUBLICIDADE

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, não está participando da reunião dos governadores, que acontece neste momento. Perguntado pelo Jornal de Brasília se participaria da conversa virtual, ele respondeu, por meio da assessoria, com a seguinte mensagem:

“Eu vou manter o meu foco em cuidar das pessoas. Não é hora de polemizar. Bolsonaro tem parte da razão, afinal muitos municípios pequenos, sem qualquer caso de coronavírus, estão fechando. De outra parte, cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília têm situações diferenciadas. Juízo, paciência e muito apoio das equipes técnicas é o que resolverá o problema”.

Crise

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (25), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse ter cortado laços com o presidente Jair Bolsonaro e afirmou que só se comunicará com ele, a partir de agora, por meio de comunicados oficiais.

“Fui aliado de primeira hora, durante todo o tempo. Mas não posso admitir que venha agora um presidente lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um eventual colapso. Não faz parte da postura de governante”, disse o governador.

Segundo Caiado, o pronunciamento de Bolsonaro foi irresponsável e desrespeitoso” e o rompimento com o presidente “é total”. “É um rompimento total, definitivo. Acabou. Não pode governar de acordo com humor dele, senta e desautoriza todo mundo”, disse.

“Dizer que isso é um resfriadinho, uma gripezinha? Ninguém definiu melhor que Obama: na política e na vida, a ignorância não é uma virtude.”

Além de Caiado, o governador de São Paulo, João Doria, também está descontente com o posicionamento de Bolsonaro.

“Decepcionante a postura do Presidente na reunião que tivemos há pouco com Governadores do Sudeste para tratar sobre o combate ao coronavírus”, lamentou o governador.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade