fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Campanha: Caesb começa arrecadação de sabonetes

A campanha é aberta aos empregados da Caesb, à população e à iniciativa privada. A meta é arrecadar ao menos 20 mil unidades

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Neste momento em que o isolamento social se faz necessário para garantir a prevenção e evitar o contágio pelo novo coronavírus, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) entende que a higiene pessoal deve ser reforçada mesmo aos que podem ficar dentro de casa. E ainda mais aos que precisam ir às ruas.

Por isso, a Empresa lança, nesta terça-feira (5/5), Dia Mundial de Higiene das Mãos, uma campanha solidária para arrecadar sabonetes e sabão em barra para famílias do DF em situação de vulnerabilidade social.

A campanha é aberta aos empregados da Caesb, à população e à iniciativa privada. Já anunciaram adesão à rede de apoio a Mirante Incorporações, que já doou 2 mil sabonetes, e o Shopping DF Plaza. A meta é arrecadar ao menos 20 mil unidades.

Por prestar um serviço essencial à população, como o fornecimento de água de qualidade e o tratamento de esgoto, a Caesb não paralisou os seus serviços, mas precisou suspender algumas atividades. Entre elas, o Projeto Golfinho, que atende crianças e adolescentes com idades entre 6 e 16 anos de regiões onde há vulnerabilidade social.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais de 400 inscritos fazem aulas de natação, futebol, participam de jogos lúdicos e recebem apoio pedagógico para atividades escolares, além de aprenderem sobre educação ambiental. Sem as atividades, as crianças e os adolescentes precisam ficar em casa.

Entendendo que uma das principais formas de prevenção à contaminação pelo coronavírus e outras doenças é a lavagem das mãos com água e sabão, a Caesb decidiu iniciar a campanha de arrecadação de sabonetes e sabão em barra para doar às famílias das crianças e dos adolescentes do Projeto Golfinho, o que pode beneficiar um público de ao menos 1,5 mil moradores do DF.

As doações serão recebidas nas portarias das unidades da Caesb e em locais indicados pelos parceiros da campanha para facilitar o recebimento e o armazenamento das doações. A Caesb vai receber as doações nas portarias das unidades Sede (Lotes 13 / 21 – Centro de Gestão de Águas Emendadas, Av. Sibipiruna – Águas Claras) e SIA (Lote F – SAPS, SIA Trecho 1).

Os produtos serão recolhidos durante os próximos 30 dias, mas o prazo pode ser prorrogado. A distribuição será realizada na primeira semana de junho pelas equipes da Empresa e por voluntários que tenham interesse em participar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Informações

Proposta: Em meio à pandemia do novo coronavírus, ações de solidariedade e de voluntariado têm demonstrado grande eficiência na ajuda ao próximo. Com o objetivo de colaborar neste difícil momento, a Caesb decidiu lançar uma campanha, entre os empregados, empresários e a população geral do DF, para arrecadar sabonete e sabão em barra.

Beneficiados: Famílias de crianças e adolescentes, entre 6 e 16 anos, moradoras de Ceilândia, Itapoã e Paranoá, atendidas pelo Projeto Golfinho, desenvolvido pela Caesb, e centros do Governo do Distrito Federal que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Projeto Golfinho

Desenvolvido pela Caesb há 18 anos, o Projeto Golfinho tem como principal objetivo a construção da cidadania de crianças em situações de vulnerabilidade, tanto financeira quanto emocional, por meio do esporte e de apoio pedagógico para atividades escolares. Os alunos frequentam o projeto duas vezes por semana no turno contrário ao da escola.

Neste período, eles têm aula de natação, futebol, participam de jogos lúdicos e recebem apoio pedagógico para atividades escolares, além de aprenderem sobre educação ambiental. Os participantes também recebem lanche e um kit com touca, sunga ou maiô, toalha, prancha, espaguete e bolsa para as aulas de natação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualmente, o Projeto atende crianças e adolescentes de 6 a 16 anos nas regiões de Ceilândia, Itapoã e Paranoá. Os participantes de Ceilândia realizam suas atividades no núcleo daquela cidade. Já os alunos do Itapoã e Paranoá permanecem no Itapoã até os 10 anos. Após essa idade, são transferidos para o núcleo do Israel Pinheiro, no Lago Sul.

O transporte é fornecido pela Caesb para que os participantes possam chegar aos núcleos. Ao completarem 14 anos, os adolescentes são encaminhados para o projeto Empregado Aprendiz e podem trabalhar na Caesb ou em outros órgãos do governo.

Como posso ajudar? Doando sabonete e/ou sabão em pedra.

Posso participar? Claro. A iniciativa é aberta a todos que quiserem ajudar o próximo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Onde entrego minhas doações? A Caesb vai receber as doações nas portarias das unidades Sede (Lotes 13 / 21 – Centro de Gestão de Águas Emendadas, Av. Sibipiruna – Águas Claras) e SIA (Lote F – SAPS, SIA Trecho 1). A partir da próxima semana, a Empresa vai divulgar mais pontos de arrecadação.

Quanto tempo eu tenho para doar? As doações serão recolhidas pelos próximos 30 dias, a contar de 5 de maio, mas o prazo pode ser prorrogado.

E a distribuição? Vai começar no início de junho e seguindo todos os cuidados de prevenção ao coronavírus. Quem quiser pode participar das entregas em ação alternada para não haver aglomeração de pessoas.

 

Com informações da Agência Brasília


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade