fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Bares e restaurantes terão de fechar às 23h a partir desta terça (1)

Horas antes da publicação do decreto, Ibaneis comentou que já pensava em tomar medidas relacionadas ao setor

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Governo do Distrito Federal decretou um novo horário de funcionamento para bares e restaurantes da capital. A partir desta terça-feira (1), os estabelecimentos desta natureza terão de fechar às 23h.

A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial (DODF) e tem como justificativa as aglomerações registradas nos estabelecimentos, o que culmina na disseminação do novo coronavírus.

DODF 142 01-12-2020 Edicao Extra A by Jornal de Brasília on Scribd

O DF teme uma segunda onda de casos de infecção. A taxa de transmissão da doença passou de 1 para 1,3, o que deixou o GDF em alerta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, o governador Ibaneis Rocha já havia dito que tomaria medidas relacionadas a bares e restaurantes. “Ou eles [donos de estabelecimentos] partem para nos ajudar na conscientização, ou, infelizmente — ou felizmente, porque que tenho que cuidar da saúde da população — eu vou ter que encerrar o expediente desses locais cada vez mais cedo e implementar restrições à quantidade de pessoas”, afirmou.

Ibaneis comentou também que, no último fim de semana, ordenou que o DF Legal fizesse vistoria em bares e restaurantes para verificar se estavam sendo cumpridas as medidas de prevenção, como distanciamento, disponibilização de álcool em gel, entre outras. Foram 84 estabelecimentos vistoriados: 20 deles tiveram de ser interditados, e outros 23 foram autuados. “Nós tivemos um número muito elevado de autuações”, avalia o governador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, deve se reunir com representantes de todo o comércio para estudar medidas de conscientização da população. Caso não haja essa conscientização, é possível que o GDF restrinja ainda mais o funcionamento de bares e restaurantes, podendo, por exemplo, limitar a quantidade de pessoas.

Na segunda (30), Osnei disse que o DF está em alerta para uma possível segunda onda da doença. O secretário afirmou que a população acabou cometendo “relaxamento”. “Percebemos uma grande quantidade de jovens em bares e estabelecimentos compartilhando itens”, comentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O boletim mais recente do GDF aponta que já são 229.146 o número de infectados pela doença na capital. Destes, 3.930 perderam a vida, e 6.734 estão com o vírus ativo no organismo.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade