fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Após denúncia sobre servidora, Saúde-DF abre investigação

Conforme noticiou o JBr, servidora foi vista atuando em consultório particular enquanto estava de atestado

Willian Matos

Publicado

em

SERVIDORA SAÚDE
PUBLICIDADE

Uma reportagem exclusiva do Jornal de Brasília, veiculada na quarta-feira (25), mostrou que uma servidora lotada na Secretaria de Saúde do Distrito Federal foi vista trabalhando em um consultório particular enquanto estava de atestado. Lotada na Farmácia Central do DF, a técnica de higiene dental apresentou atestado médico válido de 27 de fevereiro a 31 de março. No dia 16 de março, ela foi vista em uma clínica odontológica no Guará.

Após a publicação, a Secretaria de Saúde investigará a suposta infração disciplinar. “Se provada a infração, o processo será julgado, podendo inclusive alcançar penalidade máxima, cuja a competência é do secretário controlador geral do Distrito Federal”, afirma a pasta, em nota. O secretário ao qual o texto se refere é Paulo Wanderson Moreira Martins, que atua na Transparência e Combate à Corrupção da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF).

O JBr entrou em contato com a servidora. No primeiro contato, limitou-se a dizer: “Não tenho nada a declarar sobre esse assunto”. Dois dias depois, a funcionária emitiu nota com alguns pontos.

A servidora frisa que está grávida, e que o atestado foi emitido em decorrência de dores abdominais (contrações). Esclarece também que foi ao consultório para ajudar tecnicamente no atendimento de uma paciente que passou por “longo e complexo tratamento ortodôntico” na clínica.

A técnica também alega que “o contato do jornalista não foi adequado se dando por meio de WhatsApp”. No entanto, além de o contato por meio de aplicativos de mensagem ser um recurso válido e amplamente utilizado por veículos de comunicação, a reportagem também realizou ligação, não atendida. Cabe lembrar que, no primeiro momento, a servidora disse que não tinha “nada a declarar sobre esse assunto”.

A Farmácia Central, onde a técnica de higiene dental atua, não havia respondido aos contatos até a última atualização da reportagem.

Vídeos 

Os vídeos obtidos pelo JBr provam que a servidora esteve no consultório durante o período de atestado. Ela foi vista chegando ao consultório às 13h57 do dia 16 de março. Veja:

 

Em outros dois vídeos, a servidora jé é vista dentro do consultório, usando jaleco, touca, máscara e calçado com proteção:

 

O documento abaixo mostra que a servidora estava de atestado no dia 16 de março:


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade