Brasília

Vigilância Sanitária interdita dois estabelecimentos

Em um dos bares, o proprietário trancou a porta da frente enquanto dezenas de clientes consumiam bebidas alcoólicas e narguilés dentro do estabelecimento, sem ventilação, distanciamento ou uso de máscara de proteção

A Vigilância Sanitária autuou e interditou estabelecimentos comerciais que descumpriam as normas de funcionamento dos decretos para enfrentamento à Covid-19 na noite desta sexta-feira (15). Foram realizadas dez ações, proveniente de denúncias anônimas feitas pelo canal de Ouvidoria do GDF (telefones 160 e 162), a operação foi deflagrada em Taguatinga.

Dos locais vistoriados, seis foram autuados e dois, interditados. Em um dos bares, o proprietário trancou a porta da frente enquanto dezenas de clientes consumiam bebidas alcoólicas e narguilés dentro do estabelecimento, sem ventilação, distanciamento ou uso de máscara de proteção. Com apoio logístico da Polícia Militar, a fiscalização evacuou o local.

“As principais irregularidades encontradas foram aglomeração, permitir a circulação de pessoas no local sem uso de máscara, não obedecer ao distanciamento de dois metros entre as mesas e precárias condições de ventilação e higiene”, informa a gerente de fiscalização da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), Márcia Olivé. As ações, reforça a gestora, têm se intensificado, principalmente no período da noite, quando ocorrem os maiores descumprimentos às normas.

Fiscalização

Desde a reabertura dos bares e restaurantes, em 15 de julho de 2020, até o início de dezembro de 2020, houve vistorias em mais de 5 mil estabelecimentos em todo o DF, com a finalidade de verificar o cumprimento do decreto de enfrentamento da pandemia. Ao todo, quase 300 bares e restaurantes foram autuados e mais de 50 foram interditados por estarem descumprindo as medidas de segurança contra a Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além da Vigilância Sanitária e das forças de segurança, também participam das ações de fiscalização as equipes da Secretaria DF Legal. Bares, igrejas, shoppings e outros passam constantemente por vistorias de cumprimento das regras. Quando necessário, podem ser notificados, multados ou interditados e até fechados, em caso de persistência no descumprimento das normas.






Você pode gostar