Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

VÍDEO: mulher dá a luz em banheiro de hospital

Com 36 semanas de gestação, a mãe entrou em trabalho de parto na manhã de segunda, não conseguiu atendimento no HRSam e o bebê nasceu no banheiro do hospital

Foto: reprodução

No Hospital Regional de Samambaia (HRSam), uma gestante de 37 anos deu à luz em um banheiro da unidade de saúde, nessa segunda-feira (29).

Com 36 semanas de gestação, a mãe entrou em trabalho de parto na manhã de segunda, não conseguiu atendimento no HRSam e o bebê nasceu no banheiro do hospital.

De acordo com o HRSam, mãe e filho passam bem e seguem internados sob cuidados médicos. O caso está em apuração na 26ª Delegacia de Polícia.

Confira na íntegra a nota de esclarecimento da Secretaria de Saúde

“A direção do Hospital Regional de Samambaia (HRSam) esclarece que, na manhã desta segunda-feira (29), recebeu a paciente V.M.J, gestante de 36 semanas, queixando-se de dores abdominais e contrações. Imediatamente a paciente foi acolhida, recepcionada pela equipe multiprofissional do hospital, classificada e informada de que – em função da escala de plantão – os dois médicos que estavam na unidade no momento estavam em procedimento. Assim, ela teria que aguardar.

Ao ser informado desta situação, o companheiro da paciente, que a acompanhava no momento, se exaltou contra a equipe da unidade, momento em que a bolsa da referida paciente estourou. Pelos protocolos hospitalares, uma gestante que chegue a esta condição deve ser internada imediatamente, para que o parto seja realizado. Contudo, não houve tempo hábil para internação pré-natal, visto que enquanto a técnica em enfermagem do HRSam foi chamar o médico e a paciente estava vestindo um avental cirúrgico para ser internada , a criança começou a nascer.

O bebê foi aparado pela própria técnica de enfermagem, que finalizou o parto e conferiu os sinais vitais da criança, e ambos foram internados no HRSam, onde permanecem recebendo toda atenção e cuidado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na manhã desta terça-feira (30), o Secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, que lamenta o ocorrido, esteve na maternidade do Hospital Regional de Samambaia para verificar as condições da mãe e do bebê, que estão bem.

O HRSam realiza cerca de 400 partos por mês e atende várias cidades do Distrito Federal e Entorno.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar