Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

“Vale a pena tentar de novo”, diz gestora do Calaf

Bar tradicional de Brasília vai voltar a funcionar após três meses de portas fechadas devido à pandemia

Foto: Gabriel de Sousa/Jornal de Brasília

Gabriel de Sousa
[email protected]

O Outro Calaf anunciou na noite desta segunda-feira (27) que vai voltar a funcionar, após três meses de portas fechadas devido à pandemia de covid-19 e os dois anos de recessão no comércio. A gestora do bar e danceteria, Patrícia Calaf, conta ao Jornal de Brasília que o novo cenário em relação ao coronavírus proporcionou o retorno do estabelecimento.

Priscila diz que, após o fim das atividades no Calaf, muita gente apoiou (até mesmo financeiramente) a volta. “Vimos uma mobilização muito grande de produtores, de artistas e dos músicos. Sem essa perspectiva do comércio fechado, vale a pena tentar de novo”, aposta.

As despesas trabalhistas com os antigos colaboradores foram sanadas, e a maioria dos funcionários vão voltar aos seus postos. “São muitos com mais 50 anos, vários com mais de 60 anos, então fica difícil para eles entrar no mercado de trabalho. A maioria deles [dos funcionários] serão os mesmos, porque eles ainda não conseguiram um emprego”, assegura Priscila.

A empreendedora ressalta que o retorno do Calaf é importante não só para gestores e funcionários, como para todo o Distrito Federal, que terá de volta um espaço que está na cena cultural local há três décadas. Com a volta do empreendimento, grupos e artistas musicais que realizavam performances no local poderão voltar para os palcos da danceteria. “É uma sensação de alegria, de poder voltar a um espaço de cultura e resistência, de reabrir um galpão importante para a cultura do DF. A gente está junto com projetos de liberdade, de resistência e de glamourização do amor”, concluiu a gestora do Outro Calaf.

Outro Calaf está de volta! Foto: Gabriel de Sousa/Jornal de Brasília

A volta dos ‘rolês’

Com o ressurgimento do Outro Calaf, a rotina das quintas-feiras do estudante de letras-português da Universidade de Brasília (UnB), Allan Matheus, 23 anos, voltará a ser como era desde quando começou a frequentar o bar e danceteria em 2018. O universitário relembra que se reunia com os seus amigos para ir para a “Quinta no Calaf”, evento que contava com uma grande participação de alunos da UnB. “Era muito bom poder tirar um dia da semana para poder ir dançar e curtir. Eu esperava o dia acabar para tirar um pouco do suor de trabalho do corpo e colocar suor de muitas danças e beijos”, relembra Matheus.

Os três meses sem eventos no Calaf fizeram falta na vida social do estudante, que diz ter procurado novos eventos e festas com os colegas de universidade. “A gente não queria ficar sem esse nosso momento nosso, então tentamos substituir por outros barzinhos e ‘happy hours’. Mas nenhum lugar era tão acessível, bem localizado e com atrações tão diversas, sabe?”, explica o jovem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Presente no dia 13 de março, o último dia de funcionamento do Outro Calaf, Matheus acredita que a danceteria é muito importante para a música local e sempre acreditou no retorno. “É muito importante para os rolês culturais de ‘BSB’ que o Calaf volte. Quando eles fecharam, não pensei que seria para sempre, e sim que eles voltariam depois. Demorou um pouco, e pensei que eu estava errado e que eles haviam falido, mesmo. Mas, no fim, a minha previsão inicial estava certa. Mês que vem estaremos lá”, anuncia Allan.

Confira as atrações do retorno

Na programação do retorno do Calaf, a ser realizada entre julho e agosto, a agenda será aberta com grupo de samba 7naRoda, que será a atração da terça-feira (12). Na sexta-feira (15), haverá a “Festa Reconvexa”, com a participação de DJ Pequi, Barata e Cxxju.

No sábado (16), uma das atrações mais famosas do Outro Calaf, o Emopalooza, estará de volta no Setor Bancário Sul e irá comemorar os seus seis anos de aniversário na danceteria, trazendo muito rock e indie para os frequentadores. O primeiro lote e a pré-venda já estão esgotados. Já no domingo (17), o Outro Calaf irá apresentar o “Mulheres na Roda de Samba”.

Na quinta (21), haverá a volta do “Quinta no Calaf”. Muito funk estará presente no “Sarra” no sábado (23). Para finalizar o mês, no domingo (29), a festa K7 irá apresentar o melhor dos anos 80 e 90.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Outro Calaf também já confirmou três eventos no mês de agosto. No sábado (8), haverá o “Lullapalooza”. Já no domingo (13), é dia do “Bailão da Democracia”. Para finalizar a programação de reinauguração, a cantora carioca Tati Quebra Barraco estará nos palcos da danceteria no dia 19.








Você pode gostar