Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

UTI: leitos privados são os mais ocupados no DF

Até o momento da publicação desta reportagem, 64 pacientes aguardam leito de UTI na capital. Desse total, 5 são pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19

Por Guilherme Gomes 24/06/2021 8h42
Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (24), a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid está em 76,39% nos hospitais públicos do DF. Isso porque 51 leitos estão vagos, de acordo com a última atualização do InfoSaúde-DF, feita às 08h25. Das vagas disponíveis, 43 são para pacientes adultos, 6 para crianças e um neonatal.

A situação nos hospitais particulares é um pouco mais apertada, mas segue na estabilidade. A taxa de ocupação dos leitos de UTI gerais está em 82,49%. As UTIs Covid-19 permanecem com 83,54%. Quarenta estão disponíveis, todos para pacientes adultos.

Lista de Espera

Até o momento da publicação desta reportagem, 64 pacientes aguardam leito de UTI na capital. Desse total, 5 são pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19.

Covid no DF

O Distrito Federal (DF) registrou, nas últimas 24 horas, 602 novos diagnósticos de Covid-19 e 22 mortes. Desde o início da pandemia, 4245.125 pessoas já foram infectadas na capital, sendo que 96,0% (407.909) deste número estão recuperados. Do total de casos, 9.146 (2,2%) faleceram em decorrência de complicações causadas pelo vírus.

As regiões com mais casos confirmados são Ceilândia (47.164), Plano Piloto (40.877) e Taguatinga (33.751). A maior taxa de mortalidade está empatada entre Ceilândia (1.432 mortes), Planaltina (468), Santa Maria (372) e Recanto das Emas (312), todas com 3%.






Você pode gostar