Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Tomada Cultural lança edição voltada à gestão e patrimônio

Projeto irá circular pelo Recanto das Emas, Riacho Fundo I e Riacho Fundo II, com oficinas formativas e mostra de culturas tradicionais

Foto|Divulgação

A cena cultural do Distrito Federal se consolida a cada ano. Somos terreiro de diversas linguagens artísticas e de nomes conectados ao cenário nacional. Impulsionado por esse movimento e pela descentralização da cultura no DF, está de volta o projeto Tomada Cultural. Com o tema Gestão e Patrimônio, a edição deste ano irá promover oficinas formativas, apresentações e mostra de culturas tradicionais entre os meses de maio e julho. No roteiro, escolas públicas e institutos federais de três RAs: Riacho Fundo I, Riacho Fundo II e Recanto das Emas. 

Cada região sede do projeto receberá três blocos de atividades, incluindo 12 oficinas e nove apresentações artísticas, com foco em expressões reconhecidas como patrimônio cultural do Brasil. Parte da programação será exclusiva para estudantes das escolas e institutos federais e outra parte será aberta ao público em geral. As atividades vão abordar temas e linguagens como literatura, poesia e cordel, música, percussão, teatro de bonecos, culturas tradicionais e capacitação em gestão cultural. 

Primeira Etapa – Riacho Fundo II

A primeira etapa do projeto irá ocupar a Escola Classe Lobo Guará, no Riacho Fundo II, entre os dias 16 e 31 de maio. As atividades voltadas exclusivamente aos alunos e professores da escola incluem Oficina de Mamulengo, com o ator brincante Walter Cedro, e Oficina de Maracatu, com a batuqueira e artista brincante Lirys Catharina. No dia 18, a escola receberá a Mostra Tomada de Culturas Tradicionais, com espetáculo do Mamulengo Sem Fronteiras, cortejo do grupo Zenga Baque Angola e sarau com os cordelistas e poetas Davi Mello, Keyane Dias, Markão Aborígine, Fernando Cheflera, Caliandra Molotov e Natália Cristina.

Atividades abertas ao público em geral – maio

As ações do projeto voltadas à área de Gestão Cultural serão abertas ao público em geral, mediante inscrição prévia. No Riacho Fundo II, as aulas serão realizadas na Escola Classe Lobo Guará, das 19h às 22h. A primeira ação é a Oficina de Portfólio Artístico, ministrada pela gestora cultural Karita Pascollato, entre os dias 16 e 18 de maio. Já nos dias 30 e 31, a comunicadora Izabela Boreli irá ministrar a Oficina de Mídias Sociais. Ambas as atividades buscam capacitar artistas e produtores e impulsionar a carreira dos trabalhadores da cultura da região. O formulário de inscrição está disponível no site https://tomadaproduz.art.br/tomada-cultural-2022/

Realização

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O projeto Tomada Cultural – Gestão e Patrimônio é uma realização da produtora Tomada Conexões Artísticas. Conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e apoio da Administração Regional do Riacho Fundo II e da Escola Lobo Guará.  

PROGRAMAÇÃO – RIACHO FUNDO II
Escola Classe Lobo Guará 

Oficina de Portfólio Artístico – com Karita Pascollato

16, 17 e 18 de maio – 19h às 22h

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Oficina de Mídias Sociais – com Izabela Boreli

30 e 31 de maio – 19h às 22h

SERVIÇO
Oficinas Tomada Cultural – Gestão e Patrimônio

1ª Etapa – Riacho Fundo II

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ONDE: Escola Classe Lobo Guará

QUANDO: de 16 a 31 de maio

INSCRIÇÕES: https://tomadaproduz.art.br/tomada-cultural-2022/

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

REDE SOCIAL:www.instagram.com/tomadaproduz

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

INFORMAÇÕES:  [email protected]








Você pode gostar