Menu
Brasília

Tendas 24 horas já atenderam mais de 800 pacientes com dengue no DF

Estruturas localizadas no Guará, Gama e Paranoá funcionam com estrutura de hospital de campanha e reforçam o atendimento da população. GDF vai entregar outras oito unidades até o final do mês de abril, que se somam a 12 já em pleno funcionamento

Redação Jornal de Brasília

14/04/2024 10h18

As três novas tendas de acolhimento a pacientes com dengue inauguradas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) esta semana já realizaram mais de 800 atendimentos. As estruturas inauguradas no Guará, Gama e Paranoá – esta última aberta neste sábado (13) – funcionam 24 horas com estrutura semelhante a de hospitais de campanha.

A primeira tenda nos novos moldes aberta para a população foi a do Guará, na última quinta-feira (11). Na sexta-feira (12), foi a vez de a população do Gama receber reforço no atendimento oferecido pela rede.

Além das três unidades já em funcionamento, GDF vai entregar outras oito tendas com horários de funcionamento entre 7h e 19h. A primeira delas será inaugurada em Planaltina, no estacionamento do Hospital Regional da cidade. Todas as novas estruturas estão localizadas ao lado de alguma unidade de saúde de maior capacidade para uma maior celeridade nas transferências. Desde quinta-feira, pelo menos sete pacientes precisaram ser levados para tratamentos mais complexos.

“As tendas vêm ao encontro de uma necessidade em diminuir o tempo de espera e ampliar o acesso à população. Oferecem atendimento 24h, com tempo de espera curto, diagnóstico rápido, e o tratamento, como hidratação e remoção para outros locais caso haja necessidade”, explica a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

Desde o início do ano, o GDF instalou tendas de acolhimento a pacientes com suspeita de dengue em nove administrações regionais

Segundo a vice-governadora Celina Leão, o modelo rápido de atendimento é estratégico no combate à dengue no Distrito Federal, que tem recebido total atenção do governo. “Temos uma previsão de melhora, mas isso não nos deixa confortável, pois o número de casos ainda está alto. Nós estamos fazendo de tudo. Infelizmente, é um desafio para todos os gestores e o que estamos fazendo aqui no DF é enfrentar. Colocando equipes médicas, estruturas, dando todo suporte para a população”, aponta.

Moradora do Paranoá Parque, Vanessa Silva Madureira, 31 anos, chegou à tenda recém-inaugurada no estacionamento do Hospital da Região Leste (HRL) logo cedo com dores no corpo e febre. Segundo ela, não houve espera para o atendimento. “Cheguei e já fui atendida. Estava vazio e foi rápido”, avaliou. Vanessa trabalha como caixa de loja e gostou de ter esse acolhimento mais perto de casa. “Quando tem esses pontos nas regiões, a gente não precisa ir para longe de casa”, explicou.

O pequeno Gabriel Braga, 3 anos, testou positivo para dengue no último domingo. Segundo a mãe dele, Sâmia Braga da Silva, 25 anos, a criança já estava melhor, mas apareceram algumas manchas no corpo. Ela decidiu procurar atendimento na tenda neste sábado para avaliar o quadro do Gabriel e do filho mais velho, Davi Braga, 10 anos, que também apresentou alguns sintomas nos últimos dias. “Achei ótimo o atendimento, bem rapidinho. Ajudou bastante porque outras unidades estão cheias”, comentou Sâmia.

Desde o início do ano, o GDF já tinha instalado tendas de acolhimento a pacientes com suspeita de dengue em nove administrações regionais: Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia, Sobradinho, São Sebastião, Estrutural, Recanto das Emas, Brazlândia e Santa Maria. Com atendimento diário, das 7h às 19h, as instalações possuem polos de hidratação e cuidados, proporcionando suporte contínuo aos usuários. Somando-se às três novas e às oito tendas já em fase de instalação, a capital federal contará, ao todo, com 20 estruturas de assistência a casos da doença.

Locais onde serão instaladas as novas tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue

→ Guará: em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) 1
→ Gama: estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG)
→ Paranoá: estacionamento do Hospital da Região Leste (HRL)

Com funcionamento diário, das 7h às 19h

→ Planaltina: estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRP)
→ Plano Piloto: estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)
→ Vicente Pires: estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
→ Taguatinga: estacionamento do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT)
→ Águas Claras: estacionamento da UBS 1 do Areal
→ Ceilândia: estacionamento do Hospital Regional de Ceilândia (HRC)
→ Samambaia: estacionamento da UBS 7
→ Varjão: atrás da UBS 1

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado