Brasília

Taxista não gosta da concorrência e da voz de prisão a motorista do Uber

Por Arquivo Geral 11/07/2016 7h57
Reprodução/ Internet

A briga entre taxistas e motoristas do Uber ainda está longe de acabar. Na tarde desta segunda-feira (11/7), por volta das 15h30, um taxista deu voz de prisão a um motorista do que aguardava por passageiro no Setor Hoteleiro Norte.

O taxista o acusou de exercício ilegal da profissão e argumentou que a lei distrital que regulamenta o uso do aplicativo é inconstitucional, e que o Uber utiliza trabalho escravo. Agentes da Polícia Militar do 3º Batalhão, que foram acionados para conter a confusão, alegaram que a lei é válida até que o legislativo ou os tribunais superiores a julguem inconstitucional.

Na semana passada o mesmo taxista foi à 5ª DP, solicitando que o delegado fechasse o escritório do Uber, mas a equipe de plantão também alegou que o serviço está amparado por lei distrital.






Você pode gostar