Brasília

Taxas de emprego e desemprego mantém estabilidade no DF

Dados são de pesquisa feita pela Codeplan e pelo Dieese em dezembro de 2020 e também apresentam situação na área metropolitana de Brasília

trabalho, emprego, desemprego, vagas Carteira de trabalho. Foto: Reprodução

A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED-DF), realizada em dezembro de 2020, pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), apontou que a taxa de desemprego manteve estabilidade, sendo que ela tinha subido 0,2% passado de 17,8% para 18,0% de novembro para dezembro.

Por outro lado, a taxa de participação (proporção de pessoas com 14 anos e mais incorporadas ao mercado), diminuiu de 64,5% para 64,4%.

Para o presidente da Codeplan, a estabilidade relativa da taxa de desemprego retrata o contexto econômico vigente. “Ainda estamos no meio de uma crise sanitária, econômica e social sem precedentes. Tivemos em meados de 2020, no auge da pandemia, o maior índice de desemprego da série histórica. De lá pra cá o mercado de trabalho teve uma reação positiva. Contudo, apesar da melhora nos indicadores, a retomada econômica é lenta e gradual. A superação da crise sanitária é elementar para a melhora nos indicadores do mercado de trabalho”, explicou Jean Lima.

Apesar da “alta”, ainda permanecendo em estabilidade, Clarissa Schlabitz, Diretora de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas, explica que o resultado é melhor que o de seis meses atrás, onde a taxa era de 21,6%. “É um resultado mais positivo que aquele que vimos no meio do ano; em junho a taxa de desemprego estava em 21,6%. Isso quer dizer que o ano fechou com uma taxa de desemprego menor que a registrada no mês de junho.” E que a taxa estável é graças ao aumento da criação de empregos. “Essa taxa de desemprego estável vem com o aumento da participação no mercado de trabalho da população, ou seja, estamos conseguindo criar emprego a ponto de reduzir a taxa de desemprego, mas ainda temos um longo percurso pela frente, porque a taxa ainda está bastante elevada”, finalizou a diretora.

Área Metropolitana

Em se tratando da taxa de desemprego total da Periferia Metropolitana de Brasília (PMB), a pesquisa mostra que a mesma teve diminuição de 1,1% de um mês para o outro (novembro/ dezembro), passando de 24,3% para 23,2%. A justificativa é que no mesmo período foi observado o aumento no nível de ocupação e relativa estabilidade na População Economicamente Ativa (PEA).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília






Você pode gostar