Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social fazem assembleia e paralisação de 24h

A categoria reivindica o aumento da capacidade de atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), mediante cinco medidas

Por Camila Bairros 22/06/2022 9h48

Buscando reinvidicar o aumento da capacidade de atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), os servidores resolveram fazer uma nova assembleia e paralisação de 24h, tal como ocorreu no último dia 9, que resultou no anúncio da concessão de 40h e de novas nomeações, que ainda não foram publicadas no Diário Oficial.

A categoria reivindica o aumento da capacidade de atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), mediante cinco medidas: nomear todos os aprovados no concurso; conceder as 40h a todos que solicitaram; apresentação de um plano de construção, reconstrução, reforma, locação e reequipamento das unidades; regularização do cargo de auxiliar em assistência social e projeto de segurança.

Segundo Clayton Avelar, diretor de comunicação do Sindsasc, entidade que representa a categoria, essas cinco propostas apresentadas podem iniciar a superação da presente crise vivida pela assistência social no Distrito Federal. “As nomeações realizadas em 2020 e 2021 foram importantes porque aumentaram de forma expressiva o número de pessoas atendidas, mas ainda é insuficiente porque mesmo se todos forem nomeados ainda ficaremos com apenas 40% do pessoal previsto em lei”, diz o sindicalista.

O sindicato discorda das recentes medidas tomadas pela Sedes que, segundo a entidade, vem causando sofrimento às pessoas que estão sendo obrigadas a pernoitar ao relento, em frente aos CRAS.








Você pode gostar