Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Segurança redistribui postos de aplicação de doses da vacina

Alteração ocorre para atender de forma mais ampla as corporações; prioridade continua para os servidores que estão na linha de frente

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Os locais para a aplicação de doses remanescentes de vacinas aos profissionais da Segurança Pública passaram por mudanças. A alteração ocorreu para atender de forma mais ampla as corporações. Não houve aumento de pontos de recebimento dos imunizantes, apenas a redistribuição de alguns locais. As regras foram definidas de forma conjunta entre as secretarias de Segurança Pública (SSP) e de Saúde (SES), além da Casa Civil e de representantes das corporações atendidas, durante reunião ocorrida no Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob). As regras valem a partir desta sexta-feira (16).

Continua a valer a regra de prioridade para aplicação das vacinas residuais aos servidores que estão na linha de frente, por causa da maior exposição ao risco de contágio e transmissão do vírus. “São aqueles servidores ligados diretamente à escolta e segurança dos postos de vacinação, além dos que atuam nos resgates, atendimento pré-hospitalar e vigilância das medidas de distanciamento social, por exemplo. A idade também é outro quesito que será levado em consideração”, explica o secretário de Segurança, delegado Júlio Danilo.

Exclusivas para forças do GDF

A distribuição das corporações em relação aos postos foi feita de forma proporcional. Ou seja, aquelas com maior número de servidores terão um maior número de pontos de atendimento. “Outro critério que deverá ser levado em consideração pelas corporações, quando fizerem a elaboração das listas, é o de que os servidores deverão estar no exercício da função, atuando de forma presencial. É importante ressaltar que essas doses são exclusivas das forças de segurança e órgãos do GDF”, completa o secretário.

Os servidores deverão se apresentar ao coordenador dos postos de vacinação – exclusivos de sua corporação – com 30 minutos antes do encerramento das atividades. Eles darão o apoio necessário e auxilio na organização e segurança do fechamento das unidades de vacinação. O comparecimento não garante a aplicação do imunizante, devendo sempre aguardar a orientação da equipe da Secretaria de Saúde no local.

Para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o trabalho conjunto das secretarias e representantes das corporações tem sido essencial para o melhor atendimento dos profissionais da Segurança Pública. “Conseguimos chegar a uma decisão técnica e fazer adaptações necessárias para atender de forma harmônica o interesse de todos, e isso vem referendar a solicitação feita pelo governador Ibaneis Rocha para que tudo fosse feito com agilidade e eficiência”, explicou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Categorias

A quantidade de doses foi definida a partir do efetivo de cada corporação. Poderão receber os imunizantes servidores das polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), Corpo de Bombeiros (CBMDF), Departamento de Trânsito (Detran-DF), servidores das secretarias de Administração Penitenciária (Seape), do sistema socioeducativo (Sejus) e da SSP.

Mudanças

A Regional de Santa Maria passou a atender a PMDF. Anteriormente era destinada a aplicar as doses em servidores do Detran-DF. A UBS 1, do Núcleo Bandeirante, que atendia a PCDF, também passou a atender os policiais militares.

No Ginásio São Bartolomeu, que atendia os servidores da Seape, o atendimento passou a ser exclusivo para bombeiros militares. Em contrapartida, agentes da Seape passaram a contar com a UBS 1, do Guará.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Policiais civis podem seguir, a partir da redistribuição realizada, para a UBS 4, do Guará, que anteriormente era destinada aos policiais militares.

Servidores do Detran poderão receber as doses em Sobradinho II, na UBS 2. A unidade hospitalar atendia anteriormente a PMDF.

As doses serão aplicadas nas seguintes unidades:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

PMDF

Quadra coberta, no Paranoá; Regional de Santa Maria; UBS 1, na Asa Sul; UBS 1, na Candangolândia; UBS 4, no Guará; UBS 2, na Estrutural; UBS 1, no Riacho Fundo II; UBS 2, no Riacho Fundo II; UBS 1, em Brazlândia; UBS 7, em Ceilândia; UBS 17, em Ceilândia; UBS 1, no Gama; Assembleia de Deus de Santa Maria; UBS 1, em Sobradinho I; UBS 2, em Samambaia; UBS 1, no Núcleo Bandeirante; Administração Regional de Samambaia; e UBS 1, em Taguatinga.

CBMDF

Policlínica, no Lago Sul; UBS 1, no Riacho Fundo; UBS 16, em Ceilândia; UBS 3, no Gama; UBS 2, em Santa Maria; Casa Vivência, em Planaltina; UBS 3, no Recanto das Emas; UBS 7, em Samambaia; UBS 5, em Taguatinga; e Ginásio São Bartolomeu, em São Sebastião.

PCDF

UBS 1, no Lago Norte; UBS 3, no Guará; UBS 5, em Ceilândia; UBS 5, no Gama; UBS 2, no Itapoã; UBS 5, em Planaltina; Estacionamento Bezerrão, no Gama; e UBS 4, no Guará.

Seape

Centro de Práticas, no Jardim Botânico; e UBS 1, no Guará.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sistema socioeducativo

UBS 2, na Asa Norte

Detran

UBS 2, de Sobradinho e UBS 3, de Ceilândia.

SSP

UBS 2 do Cruzeiro; e UBS 2 do Guará.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília






Você pode gostar