Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Segunda parcela do Cartão Gás é liberada nesta sexta-feira (26)

Os novos beneficiários poderão acessar o GDF Social para verificar a data e local de retirada dos cartões a partir de segunda-feira (29)

Foto: Agência Brasília

A segunda parcela do Cartão Gás foi creditada, nesta sexta-feira (26), para mais de 70 mil famílias. Em novembro, 355 novas famílias foram contempladas, após a exclusão de benefícios que se tornaram inelegíveis com a atualização do Cadastro Único. Os novos beneficiários poderão acessar o GDF Social para verificar a data e local de retirada dos cartões a partir de segunda-feira (29).

Para retirar o documento, os novos contemplados devem ir à agência portando documento de identificação oficial com foto. O desbloqueio do benefício deve ser feito diretamente no banco ou por meio da central de atendimento, pelo telefone 3029-8440.

Os beneficiários conseguem desbloquear o cartão, bem como acompanhar o saldo, por meio do aplicativo BRB Social, disponível gratuitamente nas lojas virtuais de aplicativos.

Estabelecimentos credenciados

A utilização dos cartões é restrita aos estabelecimentos credenciados junto à Secretaria de Economia (Seec).

Por força da Lei nº 6.938, de 10 de agosto de 2021, regulamentada pelo Decreto nº 42.376/2021, como medida de enfrentamento às consequências sociais e econômicas decorrentes da pandemia da covid-19 e seus efeitos, a Seec publicou a Portaria nº 211, de 10 de agosto de 2021, que dispõe sobre o cadastramento e a fiscalização dos estabelecimentos comerciais interessados em participar do programa Cartão Gás.

A lista das empresas aptas a receberem os cartões está disponível no site da Seec. Novos comércios vão ser credenciados ao longo da duração do programa.

Cartão Gás

Lançado em 10 de agosto, o Cartão Gás consiste na concessão de auxílio financeiro, em parcelas bimestrais no valor de R$ 100. A verba deve ser usada exclusivamente para a aquisição de botijão de 13 kg de gás liquefeito de petróleo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília








Você pode gostar