Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

‘Se eu tiver com a avaliação boa, vou à reeleição’, diz Ibaneis

Durante a última semana, o mandatário foi pressionado pela população sobre o lockdown decretado na capital

Por Guilherme Gomes 02/03/2021 12h36

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), concedeu entrevista para o portal Uol, na manhã desta terça-feira (2), e falou sobre as medidas restritivas adotadas, vacinas e governo federal. O mandatário discutiu as possibilidades de reeleição no cargo e fez elogios ao presidente Bolsonaro. Durante a última semana, Ibaneis foi pressionado pela população sobre o lockdown decretado na capital.

Sobre sua reeleição como governador, Ibaneis lembrou que, no momento atual, ainda não pensa nisso. “Se eu tiver com a avaliação boa, vou a reeleição. Se não, prefiro concorrer a outro cargo ou voltar as atividades profissionais que me agradam muito”, afirmou na entrevista.

Quando perguntado sobre o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), Ibaneis não hesitou e afirmou que o chefe do executivo pode se reeleger tranquilamente em 2022. “O Brasil saiu dividido das últimas eleições e continua dividido. O Bolsonaro chega bem e dificilmente alguém vai bater ele”, disse.

Já sobre o apoio ao presidente Bolsonaro nas próximas eleições, Ibaneis também não deixou a poeira subir. “Tenho um carinho muito grande por ele. Trata bem a população do DF. Sobre a definição de apoios eu deixo pro ano que vem”, esquivou.

Manifestações no DF

Sobre as manifestações, o governador manteve um tom tranquilo e de respeito. “Venho da OAB e temos o direito de respeitar a manifestação pela constituição federal. Mas Sabemos que tem pessoas infiltradas, que querem tumultuar”, afirmou Ibaneis na entrevista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quando perguntado sobre o lockdown decretado na capital, Ibaneis disse que essa iniciativa deveria acontecer em todo o Brasil. “Os 27 governadores deveriam fazer um lockdown nesse momento. Hoje não temos mais como transferir pacientes porque os hospitais estão cheios. Os outros estados fecham em determinados horários, eu fiz um completo e liberei alguns setores”, afirmou.

O governador foi indagado sobre uma festa realizada em sua casa que teve a presença do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. No encontro, Ibaneis foi flagrado sem máscara e abraçando os convidados. “O encontro com o Pazuello foi com poucas pessoas, ele ficou pouco tempo também. Sou defensor das medidas sanitárias e estou tranquilo com a minha consciência em relação a isso”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar