Menu
Brasília

Prazo para matrícula no programa Fábrica Social é prorrogado

Candidatos selecionados em 1ª chamada têm até o dia 15 de dezembro para comparecerem à Unidade I, localizada na Cidade do Automóvel

Redação Jornal de Brasília

10/12/2023 12h17

A Fábrica Social, cujas atividades atividades incluem cursos de corte, costura e serigrafia, é mais um programa para promoção da qualificação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade social, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) | Foto: Lucio Bernardo Jr/Agência Brasília

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet) publicou, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de sexta-feira (8), edital de prorrogação do prazo para comparecimento dos candidatos convocados na 1ª chamada do programa Fábrica Social, Centro de Capacitação Profissional. Com a alteração, a nova data limite passa a ser 15 de dezembro.

Conforme comunicado pela pasta, os candidatos selecionados têm até a data para comparecer presencialmente à Unidade I da Fábrica Social, localizada no Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA), Quadra 14, Conjunto 2, Lote 16, na Cidade do Automóvel. A presença é indispensável para a efetivação das matrículas.

Os candidatos devem agendar o dia e horário da visita à unidade. Serão realizadas três tentativas de contato telefônico, por aplicativo de mensagens e SMS, para a confirmação do agendamento. Aqueles que não cumprirem o prazo serão remanejados para o final da lista, perdendo a vaga na 1ª chamada.

No momento da efetivação da matrícula, os beneficiados devem apresentar obrigatoriamente os seguintes documentos:

? Número de Identificação Social e Cadastro Único (NIS)
? Comprovação de registro no Cadastro Geral de Pessoas Físicas (CPF)
? Identidade (RG) ou documento equivalente com foto
? Comprovante de residência atualizado ou declaração de residência de próprio punho, dispensados no caso de pessoas em situação de rua ou de casas de passagem

Caso as vagas não sejam preenchidas, haverá a convocação dos classificados na 2ª chamada. A relação dos selecionados está disponível no site da Sedet, e as atividades estão programadas para iniciar em 8 de janeiro.

O programa

A Fábrica Social é mais um programa do Governo do Distrito Federal (GDF) para promoção da qualificação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade social, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). A iniciativa busca oferecer oportunidades para que os alunos sejam inseridos no mercado de trabalho e conquistem a autonomia financeira.

As atividades incluem cursos de corte, costura e serigrafia. Todo processo conta com acompanhamento pedagógico, monitoria e instrutoria, cuja competência cabe a uma Organização da Sociedade Civil, previamente contratada pela Sedet em Termo de Colaboração.

O programa permite a participação de famílias com renda per capita de até R$ 200. A Fábrica Social tem previsão de 12 meses, com aulas de segunda a sexta-feira, em turnos das 8h às 12h ou das 14h às 18h. Os participantes recebem uniforme, lanche e auxílio-transporte e auxílio financeiro no valor de R$ 304.

Com informações da Agência Brasília

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado