Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Peludo da Asa Norte: médico filma e divulga sexo com pacientes

O homem atuava em uma clínica na Asa Norte, o local de trabalho é referenciado no nome em que ele mantinha como usuário do Twitter: @peludoan

Foto: Reprodução/Twitter

Lino Neves, um médico infectologista baseado em Brasília, Distrito Federal, chamou a atenção nas redes sociais e terminou investigado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-DF), depois de filmar e divulgar, nas redes sociais, vídeos fazendo sexo com supostos pacientes e colegas de trabalho.

O homem atuava em uma clínica na Asa Norte, o local de trabalho é referenciado no nome em que ele mantinha como usuário do Twitter: @peludoan, com o ‘AN’, fazendo referência ao bairro da capital federal.

Foto: Reprodução/Twitter

Nas legendas e imagens, ele faz questão de ressaltar sua profissão. Usa jaleco, estetoscópio e diversos outros objetos da área da saúde nas filmagens. Já na descrição do conteúdo, a coisa toda continua extremamente explícita. “Consultório me dá um tesão da porra”, escreveu Lino.

O perfil dos parceiros é diverso, o médico mantém relações com muitos homens e, mesmo sendo especialista em infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), ele não parece fazer questão de gerar qualquer tipo de conscientização. Em um dos vídeos, inclusive, ele engole o esperma de um rapaz.

Foto: Reprodução/Twitter

“Se tem mamada, tem leitada. Tá aí o final da mamada com o enfermeiro no meio do plantão. Não resistiu ao meu oral, e ainda ganhei porra para trabalhar até o final e feliz”, disse na legenda da filmagem.

A conduta do médico será investigada de forma sigilosa pelo CRM-DF. Apesar de bastante ativo nas redes, a conta no Twitter, onde o material era amplamente divulgado, foi desativada por ele. Até o momento, o profissional não se manifestou publicamente sobre o ocorrido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar