Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PCDF deflagra operação de combate à exploração sexual

Segundo a delegacia, a operação foi deflagrada a partir de denúncias sobre a existência de estabelecimentos de exploração da prostituição

Foto: Reprodução

Por Juliana Pimentel
[email protected]

Na última sexta-feira, 26, a Polícia Civil do Distrito Federal realizou uma grande operação de combate à exploração sexual em uma casa de prostituição. A ação visou identificar e prender os responsáveis pelas movimentações e agenciamento da casa Capim Gordura. Oito pessoas foram presas durante a operação, batizada de Pórnai. Os estabelecimentos foram interditados.

Segundo a delegacia, a operação foi deflagrada a partir de denúncias de sobre a exploração da prostituição e existência de cinco estabelecimentos destinados a esse fim. De acordo com as denuncias, alguns estabelecimentos contavam com a presença de menores se prostituindo e crianças convivendo com as prostitutas.

“Ao longo das investigações, apurou-se que nesses locais também ocorria o tráfico e o consumo de drogas e diversas formas de violência contra mulheres, inclusive tinha sido palco de cinco tentativas de homicídios nos últimos meses”, destaca o delegado-chefe da 35ª DP, Laércio Carvalho.

Cerca de 30 prostitutas foram encaminhas à sede da delegacia para prestarem depoimento e outros procedimentos da Lei, por porte e consumo de entorpecentes.

A Operação Pórnai contou com o apoio das divisões de Operações Aéreas e Especiais da PCDF (DOA/DOE, do Instituto de Criminalística, Conselho Tutelar e DF Legal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar